A ÚLTIMA FLOR DO LÁCIO

Se nascido fosse no Uruguai, yo hablaria castellano con gran placer. Mas, aprenderia português. E por não dispor de sextante nem astrolábio, se numa bruma impressentida a cegonha desviasse o rumo pré-estabelecido e fizesse do Afeganistão o meu lugar de nascença, a despeito das chagas que há tempo são lançadas sobre aquele país montanhoso, de mulheres tão bonitas, e de um povo em busca da longínqua identidade perdida, também não me importaria. Desde que houvesse a oportunidade de aprender o idioma português.

Considero o latim, escrito e falado, a língua mais bonita de todos os tempos. Até assisti três vezes aquele filme famoso, O Massacre da Serra Elét... ops, desculpem! O Massacre de Crist... não, não é isso! quero dizer, A Paixão de Cristo, de Mel Gibson, somente para ouvir os diálogos em latim entre as personagens romanas.
Mas o latim gerou filhas quase tão soberbas quanto ele, entre as quais, a derradeira das suas flores, a língua portuguesa. A última e mais bela das filhas do latim. A última flor do Lácio.
Dizem que é uma língua difícil. Para quem não fala, talvez. Quando era menino, conheci um dos melhores amigos do meu avô paterno, um sujeito engraçado, libanês de origem, e cujo nome fora aportuguesado para Jorge Gringo. Se existisse vida no Planeta Marte, o português falado pelo Sr. Jorge cairia como uma luva para língua nativa deste astro, pois era alienígena, se considerarmos a língua praticada nos países lusófonos como padrão. Certa vez, ouvi o meu avô, em tom de brincadeira, dizer-lhe: "amigo Jorge, és burro duas vezes. Primeiro, porque esquecestes por completo a tua língua nativa, o árabe; segundo, porque moras há mais de quarenta anos por aqui e nunca aprendeu a falar o português". Esta fala do meu avô acabou incorporada aos anais folclóricos da cidade.

Há idiomas ricos, a exemplo do alemão. Dizem até que é o preferido dos filósofos. Mas tem uma sonoridade... Se um indivíduo que não sabe sequer o significado de "Guten Morgen" nesta língua, ouvir a declaração apaixonada de um alemão à uma bela donzela, aos seus ouvidos lhe parecerá que o declarador está a xingar e a amaldiçoar a garota até as três gerações seguintes.

Mas se o prezado leitor é apreciador contumaz da música das palavras, da sutileza, da ambiguidade e da poética que impregna frases e até mesmo um único vocábulo, então, o seu negócio é a língua portuguesa. Voltemos na linha do tempo até a descoberta da Ilha de Vera Cruz, e pousemos nossos olhares sobre o pequeno trecho da crônica do nascimento do Brasil, a carta que o escrivão Pero Vaz de Caminha enviou a El-Rei D. Manuel: "... posto que o capitam moor desta vossa frota e asy os outros capitaães screpuam a Vossa Alteza anoua..." Raios duplos! Isto é português do tempo do rascunho da Bíblia. Modernizemos, pois: "...mesmo que o Capitão-mor desta vossa frota e também os outros capitães escrevam a Vossa Alteza a notícia do achamento desta vossa Terra Nova..." Citei esta parte da carta de Caminha somente para mostrar a singularidade do termo utilizado por este para caracterizar a nova descoberta, a palavra "achamento". Além de bonita, individualmente e no contexto, tem um sentido bucólico.

Na época de Machado de Assis, o escritor-mor do Brasil, e um dos contribuintes ao incremento da possibilidade de variadas entrelinhas à língua, o uso e o significado do vocábulo "aposentar", necessariamente, não era encerrar a carreira depois de certo tempo de trabalho, e daí em diante receber mensalmente determinada quantia. Também, era muito empregado com o significado de ocupar aposentos, alojar-se. Por exemplo: Maria aposentou-se na casa de José. Há muito que, com esta finalidade, este termo encontra-se em desuso, da mesma maneira que "achamento", empregado pelo escrivão português.

Mas assim caminha a última flor do Lácio, tal um organismo darwiniano, modificando-se, diversificando-se, e no rally tresloucado rumo à modernidade, alguns vocábulos ficam para trás, esquecidos para sempre, quiçá prisioneiros da própria trama da linguagem genuína, correta e pura. São substituídos por outros, não-castiços, muitas vezes sem reciprocidade no vernáculo, mas nem por isso, filhos bastardos. É falada e escrita de maneiras diferentes, ainda assim isto também não a faz imperfeita. E até mesmo quando submetida a maus-tratos, tornando-se às vezes, inculta; vezes, obscura; apesar de tudo, continua sempre bela.
E como não tenho o dom do fazer versos, transcrevo abaixo uma homenagem maior, a do poeta parnasiano brasileiro Olavo Bilac (1865-1918).


Língua Portuguesa

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela…

Amo-te assim, desconhecida e obscura.
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!

Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

Em que da voz materna ouvi: "meu filho!",
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

103 comentários:

Davi Machado disse...

Sempre saio desse blog com algo a mais, chego ávido e saio mais ávido ainda. Que dom é este que tens de prender o leitor? Exemplo é este texto. Interessou-me muito o tema, o assunto é bem levado e... ah! disso sabes bem... rsrs Citar Olavo Bilac foi uma boa idéia! Pois quem nesta face tropical e diversa estudaria mais o português que um parnasiano? Talvez um presidente... rsrs

Grande abraço e bom fds!

Espírito

Jorge Elias disse...

Concordo com você, a palavra "achamento" é linda.
Coisa de poeta: se apaixonar por palavras (engano pensar que só nos preocupamos com as musas...)

Grande abraço

M@ disse...

Andou a comer cogumelos Oliver?
Não sei porque não gostei muito deste post.
Portugês para mim é a lingua mais bonita também.
Mas é muito complicada devido a tantos dialectos juntos.
e amigo não esqueça que não só o latim faz parte do Português o Árabe também está incluido.
Acho que já sei porque não gostei.
Foi no ínicio onde diz O Massacre de...
Desculpe alguma coisa.
Desejo um bom fim de semana.
Manuela

Lampejos disse...

[arre égua!]


Oliver,

Só quem viveu e conviveu em varias regiões sabe como é
...bela essa língua em sua multifuncionalidade pluralidade cultural brasileira.

Gostei, e obrigada por tua prosalinguística..=)

bom fim- de-semana!...


(a)braços,flores,girassois:)

Zé do Cão disse...

Eu, gostei.
Muitíssimo interessante.
Tenho um tio que vive em Tarragona -España, há mais de 40 anos. Todos os anos convivo com ele, tanto em sua casa como na minha.
Acontece que nunca aprendeu o espanhol e desaprendeu o português.
Então é giro, em Portugal fala um
espanholêz - aporteguesado e em Espanha, fala um português - espanholado.
Resultado, vi-mo-nos aflitos para o entender. Assim está o libanes, Jorge Gringo

um abraço

BlueVelvet disse...

Adorei.
Mesmo.
Fez-me lembrar nossas discussões acerca do acordo ortográfico, lembra?
Para quem tanto ama esta filha de Lácio não entendo como não se importa de a ver toda embaralhada.
Tome lá de presente:

De fato, este meu ato refere-se à não aceitação deste pato com vista a assassinar a Língua Portuguesa.

Por isso ... por não aceitar este pato ... também não vou aceitar ir a esse almoço para comer um arroz de pato ...

A esta ora está úmido lá fora ... por isso, de fato lá terei de vestir um fato ...

Beijinhos, veludinhos e cetins

bat_trash disse...

Saindo um Big Mac no capricho pro Tio Oliver...LOL!

Beijo.

PS: Amanhã eu volto para comentar este texto. Vou ao teatro daqui a pouco.

SAM disse...

Que maravilha de texto!

Hoje realmente não se diz " Maria aposentou-se na casa de José". Mais comumente ouço : Fulana se " aboletou" na casa de sicrano. E assim vai...

E Olavo Bilac, o Príncipe dos Poetas! Bela ilustração!


Beijos e ótimo fim de semana, amigo.

Tchi disse...

A riqueza das línguas.

Camões em crescente.

Beijinhos.

Moacy Cirne disse...

Quanto tempo, né?
Sua escrita continua equilibrada
e mesmo envolvente.
Gostaria de rever dois filmes do seu Cine Deux Chevaux: Cidadão Kane e Casablanca,

Um abraço.

bat_trash disse...

Concordo contigo quanto à beleza do Latim e da nossa. Também vi a Paixão de Cristo. Latim é barra pesada. Essa foi uma das cadeiras que nanãe fez na faculdade. Um dia ela estava a mostar-me as declinações, a etimologia dos superlativos...super difícil, mas belo. Um dos idiomas que mais admiro é o Castelhano, e ano que vem começo a fazer curso.
Não gosto de Inglês e muito menos de Alemão, esse último pesa que nem chumbo aos ouvidos.
Eu sou apaixonada por Bilac. Toda vez que me deparo com essa reforma ortográfica lembro deste poema e de ti, pois sei o quanto tu gostas dele, pois já o postaste em comentário em meu blogue e no blogue do Klatuu.
Só me resta dizer que dás um banho em muitos cronistas renomados.

Beijo grande.

bat_trash disse...

PS: O que eu disse na cx de comentário da Dona Gatona tem a ver com minha última aula de História, era revisão do conteúdo de série anterior. Estou com um novo Professor de História que é Sociologo. Olha que nunca gostei muito dessa matéria, por considerá-la decoreba. Mas este fessô me fez mudar de opinião.

isabel mendes ferreira disse...

mas tem o dom de nos por a ler....linha após linha....como sedentos no meio do deserto!



beijo. água.!!!!

Amor amor disse...

Tens toda a razão, darling-querido, "achamento" e "aposentar" - no sentido mais antigo - são belos vocábulos, e com certeza, tem seu quê de bucólico. Gostaria de poder usá-las até o dia de hoje. Infelizmente, apesar da beleza inegável em cada pétala da flor do Lácio, não concordo quando você comenta a beleza dos botões "bastardos". Há um certo grupo de pessoas hoje em dia que insiste em transformar o português cotidiano em xingamento germânico até a décima geração. Mas quanto ao sabor rascante do alemão falado, eu, uma completamente apaixonada pelos lieder de Bramhs e Schumann, não me importaria de forma alguma em ouvir ao pé do ouvido as três famosa palavras, vertidas em "Ich liebe dich"...

Amor amor disse...

Vê só, até me esqueci de dizer...

Beijos doces cristalizados, e uma ótima semana!!! ;o)

~pi disse...

latim-catulo, simmmmmmmmmmm !!! :)


[ belo-belo poe am! :)




beijo




~

com senso disse...

Se alguma vez me pedirem um exemplo perfeito do amor à lingua portuguesa, terei necessariamente que referir este seu texto, que acho uma verdadeira maravilha, belíssimo.
Mais do que um instrumento de comunicação a lingua é a trilha sonora que acompanha os nossos actos e que ecoa nas nossas memórias.
A nossa lingua comum, é de facto, a nossa pátria comum. E confesso, como português que se orgulha de o ser, que o mel que tem o som do português falado desse lado do atlântico é pura poesia, é melodiosa música que permanentemente me encanta e que transforma a minha língua na mais bela do mundo.
Um abraço!

Milu disse...

Olá!
Também eu gosto muito do Português! Sempre gostei, mesmo em miúda, quando já gostava tanto de ler. Tens aqui expressões que considero magníficas, porque em poucas palavras dizem muito!
Um exemplo:
"Raios duplos! Isto é português do tempo do rascunho da Bíblia"

Fez-me rir! Porque tem muito espírito!
Um beijo.

M@ disse...

Olá Oliver venho agradecer sua visita e desejar-lhe uma boa semana.
Peço desculpa não ter gostado muito do seu post.
Acho que o acordo ortográfico só vem adicionar palavras novas que não exisitam no verdadeiro Português.
Mas quem manda não sou eu.
E isto já é uma salganhada, venham os acordos pois eu continuo a falar e escrever como aprendi na escola.
Abraço
Manuela

BOTINHAS disse...

Oliver, meu amigão
Anotei o seu voto.
Bem observado, o seu comentário.
Se me fosse permitido votar :))) estava com você.

Abraço fraterno
Botinhas

PS - VOLTAREI PARA LER E COMENTAR. JÁ VI QUE O ASSUNTO ME INTERSSA.

Liene disse...

Oliver,
Como você bem observou muitos vocábulos caíram em desuso ao passar dos tempos o que, confere à lingua um aspecto de algo perecível. Isso é lamentável. Principalmente quando lidamos com a alfabetização de crianças. Certas regras ortográficas são bem complicadas de passarem para as crianças, o que não acontece em exagero com outras línguas. Não sei se você já teve contato com produções textuais de crianças, mas o processo de contrução da linguagem escrita é fantástico na mesma proporção que representa um grande desafio para os alfabetizadores.
Particularmente penso, Oliver que, conseguir escrever com coesão e correção ortográfica e gramatical já é um processo muito laborioso e difícil, agora imagina isso com a tal 'reforma'?!
Seu texto é muito interessante e o soneto de Bilac perfeito!
Bom domingo e uma ótima semana!
Grande abraço

Rosamaria disse...

Tu sempre abafando, Oliver! Teu post está supimpa! Olavo Bilac é sempre bem-vindo (acertei?).

Meu professor de latim no ginásio ( há milênios) pegava no meu pé e em todos os exames orais mandava que eu declinasse rosa. Era padre e sabia dos meus pecados, hehehe.

Boa semana, cosquirídia.
Bjim.

Rafeiro Perfumado disse...

Eu adoro a minha língua, e o português também, mas por acaso não a considero a mais bonita. Nem vou entrar no tema do Acordo Ortográfico, pois acabei de jantar e não quero ter uma indigestão. Agora quanto a sonoridade da língua, eu escolheria sem hesitar o italiano, pois eles parecem cantar ao falar.

Abraço!

GarçaReal disse...

A lingua pertuguesa e suas origens que a todos nós transmitiu a beleza da comunicação, o poder de a escrever envolvendo quem a lê e transmitindo todo o poder cultural de povos que se exprimem em Portugês.

O soneto ...Simplesmente belo

Uma boa semana

um bjgrande do Lago

Filoxera disse...

Após meses muito complicados (ainda não totalmente ultrapassados) e semanas sem internet, estou de volta.
Um beijo e até breve.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO OLIVER, MAGNIFICO TEXTO SOBRE A LÍNGUA PORTUGUESA E ESTOU DE ACORDO CONTIGO... SUBLIME SONETO QUE NOS DEIXAS-TE... ADOREI!!!
VOTOS DE UMA FELIZ SEMANA AMIGO... ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Uma boa semana para você meu amigo escritor.
Acabo de ler este post, sempre aprendo aqui.

Teté disse...

Sabes que até há relativamente pouco tempo Olavo Bilac, para mim, era o vocalista de uma banda portuguesa??? :)

Enfim, falta de informação minha, que além de não ser muito ligada à poesia, poetas e escritores brasileiros nunca me foram dados a conhecer na escola, como se a língua fosse outra. Mas gostei imenso do poema, que diz tudo!

Todas as línguas evoluem, ao longo dos anos, quando falamos em séculos, ainda mais. Muitos protestos sobre o tal de acordo ortográfico, mas facto é que muita gente já o utiliza (parcialmente), sem saber, até porque também se trata de uma actualização... :D

Chateia muito mais quem maltrata a língua, a nossa ou outra qualquer, adulterando a base da sua serventia: uma forma de comunicação!

Pessoal que esquece a sua língua natal, mesmo que não consiga aprender mais do que o rudimentar da outra da terra onde vive, pois, não deve ser assim tão pouca. A malta esquece a língua que não fala...

Beijocas para ti!

Nadezhda disse...

Ainda bem que sei falar o português, pois dizem memso que é uma daslínguas mais difíceis de se aprender (e ainda tneho muito a aprender sobre ela).

Gosto de ler e escrever em português, mas acho a sonoridade do inglês mais bonita.

Não falo sobre outras línguas, porque não sei falar nenhuma outra. Mas tenho curiosidade ;)

Feiticeira disse...

Realmente muitas das coisas escritas nos poema podem ser realizadas , mas ainda o mais importantes é termos o desejo de realizarmos

Obrigada por sua visita, volte outras vezes

Boa semana

Beijos

São disse...

Bem haja por este testemunho de amor pelo português!

Que dor a maior parte das pessoas não partilharem o orgulho de falar português!

Que raiva e que humilhação assistir como eu assisti em Tavira (Alagarve) ao servilismo da Câmara face aos ingleses em detrimento dos seus compatriotas!

Que Deus o proteja sempre, querido Guilherme!!

Dri Viaro disse...

tb acho o latim muito bonito
bjsss

f@ disse...

Olá Oliver,
Achamento…. A palavra exacta
Acho aqui a última Flor do Lácio
Descubro... i n v e n t o
Encontro nas tuas pa l a v r a s a finíssima flor
A lág®ima na pétala a(s) s o m b r a da …
I n f i n i t o beijinho

Jaqueline Sales disse...

Estou alguns dias sem acessar o blog, também sem deixar mensagens e saber como anda todo mundo. É que estive resolvendo uns problemas relativos ao inventário da família, faleceu uma paciente muito querida, também sofri uma agressão no transito, de forma que precisei de uns dias de reflexão para centrar as idéias e estar em paz. Mas estou de volta, e em campanha pelos desabrigados das enchentes.

BeijUivoooooooooooosssssssss da Loba

Mariazita disse...

Meu querido Oliver
Maravilhoso, este post.
Fala-me da língua portuguesa, fala-me ao coração.
Eu AMO a língua portuguesa; penso que teria desgosto se, por mercê de nascimento nalguma terra que não Portugal (ou Brasil...), fosse obrigada a falar língua ddiferente desta minha materna.
E como sofro quando a vejo maltratada!
Não me sinto envergonhada, nos tempos (libertinos quanto a linguagem) que correm, de afirmar: sou uma purista da língua portuguesa.

Achei interessante referir-se à palavra "aposentar". Fez me vir à lembrança outra palavra que acho interessantíssima, usada com mais frequência em determinadas regiões (de Portugal), mas a cair um pouco em desuso. Refiro-me a "amesendar".
Não é linda? E sugestiva? Acho-a uma delícia.

Viu no que dá falar da língua portuguesa??? Agora eu ficava aqui a noite toda, charlando, e você a aturar-me!!!
Desculpe!

Uma noite feliz

Beijinhos
Mariazita

gabriela rocha martins disse...

pois é ,caro amigo ,só que a palavra "achamento" tem ,hoje em dia ,uma outra leitura - em português de Portugal - no que à História compete .... e levar.nos.ia tão longe este teu post ,pegando ,apenas e tão só ,na dita palavra

achamento.
um beijo
( sem polémica )

. fina flor . disse...

eu também aprenderia, há melodia em nossa língua.

tentei aprender latim, mas abandonei as aulas depois de um mês =/

beijos, querido e boa semana

MM.

C. disse...

O latim está para a verve que corre no sangue brasileiro fazendo com que mastigue seu sofrimento com anedotas do dia a dia. Já o alemão está para as coisas complicadas que os filósofos pensavam...

A sonoridade do alemão nao me encantava também sweet boy, mas depois de muito estudá-lo, passou a ser meu segundo idioma favorito, pq é de uma riqueza muito grande, expressa por a+b a linguagem, facilitando muito mais que o latim. Só a gramática que dói, mas passa a ser bom como um café depois bem degustado.

A ´eu` mandou dizer que seu lado narcisista inflama quando elogios vem de um homem inteligente. Se cuida com ela hoho

Germano Xavier disse...

Cuidar do que ainda resta de original na língua, sem ser preconceituoso com a capacidade de mutabilidade que nossa língua possui, talvez nosso maior desafio.

Belo texto, Oliver.

Abraço forte.
Sigamos...

Menina do Rio disse...

Para e pensa...Aposentar=> recolher-se a um aposento, desprovido de paredes e móveis, acomododar-se, eximir-se de funções ativas, encostar-se ; nesse caso,as custas do depósito minguado da previdência, depois de anos de contribuição simbólica. Alguns "comodos" desses "aposentos" podem ser uma roda de biriba num banco de praça, um quartinho na casa do filho caçula e por ai... Viu como nossa língua é rica?
rsrsrsrsrsrs.............
Um beijo

M@ disse...

SORRIA!¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:--. Sua página¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:-- está sendo¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:--. visitada¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:--. por alguém¦:--:¦:--:¦:
:¦:--:¦: que tem muito carinho :¦:--:¦:
:¦:--:¦:--:¦:-- por VOCÊ!¦:--:¦:--:¦:
.*._/\_ .*.
. * >,´< * Hoje é
.*._/\_ .*. * . .. *um dia qualquer * . * .
. * . * . ._/\_.
* . * . . * >,´< . Mas, um Oi!
(¨`´¨)×. mesmo que virtual,
..¸(¨´¨) × já faz a diferença.
.... .. `•.¸.•.´Por isto estou aqui,´(¨`•.•´¨)
... ..`•.¸.•´para deixar minha marquinha
¸.•)´ (.•´em seu coração.
(¸.o` ¸.o´¸.o*´¨ ¸.o*¨ ¸.o´ ¸.o`¸.)

_____*_*_*_*________*_*_*_*_
___*_________*___*__________*
__*____________*_____________*
__*______ ___VOCÊ____________*
___*___________É____________*
____*_______ESPECIAL_______*
______*__________________*
________*______________*
__________*__________*
____________*_____*
______________*--*
_______________


Abraço

Manuela

________ s ____
_________s__________
_________s__________
_______s____________
______||____________
___/.\____\________
###|_|____|#####
Que seu dia seja maravilhoso

Madalena disse...

Foi-me mais grata hoje que o costume a visita. não porque fosse melhor a escrita. você espanta-se sempre pela positiva e já esperava isso.

por ter feito aqui o (re)achamento da língua que nos é comum, de Pero Vaz de Caminha a Olavo Bilac.

Excelente.

Ps. O Tio Olavo foi o primeiro Poeta brasileiro que li. Tirei-o de um caixote de livros do meu pai aí pelos meus 11 anos. Coincidências. :)
Amanhã "linko" o Bar. Hoje já estou cansada.

Abraço.

MargueRita disse...

Respondendo um comentário antigo:

Censuraram meu blog por post picantes demais, mas foi só mudar o perfil dele que liberaram novamente.

Vai entender este povo estranho!
Bj

Carla disse...

um verdadeiro tratado linguístico que li com todo o prazer
beijos

Betty Coltrane disse...

É muito agradável estar tanto tempo ausente e na volta deparar com um texto tão inspirado! :D

Também penso que o português é uma das línguas mais espantosas que por aí andam. E é efectivamente difícil de aprender, especialmente de ouvido. Vi bastantes exemplos disso enquanto estive em Itália - enquanto nós, portugueses apanhávamos o italiano num ápice, os italianos julgavam-nos filhos de uma estranha terra nórdica. Questão de sonoridade, pois! A reacção já não era bem a mesma em relação ao português falado pelos brasileiros, mais perceptível para eles... Adoro simplesmente falar italiano, mas sempre me senti sumamente feliz por a minha língua nativa ser o português!

baci mille! hehe!

heretico disse...

perfeito. teu Hino à lingua-mátria.

bem digo meu achamento de ti.

abraços

Madalena Barranco disse...

E você, querido Oliver, é um dos guardiões mais fiéis, algo assim como um cavaleiro da távola lusófona, da bela Flor do Lácio. O achamento de seu blog faz bem às crianças de todas as idades.

Beijos
Obrigada pelo lindo comentário e gentil visita aos meus campos de morangos.

Cris Animal disse...

Voltando de viagem...
Pousando por aqui e lendo isso me veio algo na mente: deveria haver uma só língua. Uma só forma de expressão no sentido de comunicação entre os homens.Já pensou nisso?
Esquecer dialetos, influências culturais, reformas gramaticais...apenas uma língua universal para todos os homens se comunicarem . Acho que eles inventariam outras barreiras.....rs


Estou fechando meu blog esta semana só para os amigos. Vc vai precisar pedir autorização no meu e-mail que aparecerá para continuar no meu blog e...é claro, quero muito que vc fique. Por favor, assim que tentar entrar no meu blog e constar fechado, envie um e-mail e mando autorização. Peço apenas que identifique no e-mail o nome do seu blog. Valeu!
beijo grande
..............Cris Animal

MargueRita disse...

Obrigada pela dica, Oliver.
Mas, quero deixar bem claro que gosto de dias de sol, como hoje.
Ainda que, prefira dias nebulosos.

Quanto a Vênus é um trocadilho com o nome da minha cidade, mas também me referia a Deusa.

Já que o tema do post se referia ao "amor". E pelo dia atípico de calor.


rs!

Bj, boa-noite.

BANDEIRAS disse...

Vir aqui é se encher de cultura , sabedoria...

Bjs amigo

©tossan disse...

Existem palavras que nos dizem muito e textos como o seu também! Formidável. Abraço

Casemiro dos Plásticos disse...

Um excelente post cultural, por acaso gosto muito da minha lingua :)
abraço e continuação de boa semana.

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Grande Guilherme!

Lendo seu texto, lembrei-me de um amigo carioca morador em Recife, o qual defende a mesma paixão por nossa língua. Tivemos algumas gostosas discussões por isso:ele defendendo, e eu nem tanto, digamos assim.
A verdade é que acho nossa língua muito complicada. Há notícias de que há um contingente grande de analfabetos funcionais. Tudo bem, isso não é privilégio só nosso, há outros povos em situação até bem pior, mas, culturalmente, só conheço a nossa língua. E por já falá-la e estudá-la há quarenta e três anos, sinto-me no direito de achá-la meio madrasta com seus filhos. às vezes penso até que ela seja meio ilógica em alguns casos.
Lembro também do caso do sujeito indeterminado com o verbo na terceira pessoa do plural. É indeterminado, mas é pessoal. Desculpe minha indelicadeza e ignorância, mas veja o exemplo: fizeram algo de errado. Qual o sujeito? Indeterminado,não é? Bem, então por que se diz verbo na terceira pessoa do plural?
Peço desculpas de novo, mas é que eu não gosto dessa classificação. Tenho um outro colega que até estava fazendo sua monografia sobre esse caso. Ele também não concorda. Mas como ele também é controlador de tráfego aéreo, deve ser uma deficiência classial, não nos queira mal por isso, nobre amigo.

Um grande e fraterno abraço e parabéns pelo lindo texto!!!

Luisa disse...

Logo no dia em que descobri o teu blog disse que escrevias muito bem, num português quase clássico. Lembras-te? Para escrver bem é preciso ler os bons autores. Infelizmente, por aqui lê-se muito pouco e os clássicos, é vê-los nas prateleiras mais altas das livrarias, cheios de pó.
Escreve-se mal e fala-se mal. Irá a nossa língua comum perder todo o seu encanto?

bat_trash disse...

Pedes um mac, oferto-te um banquete e faltas...HUmpf!

Nilson Barcelli disse...

Caro amigo, é um dos melhores textos em defesa da língua portuguesa que já li em toda a minha vida.
A palavra achamento foi muito bem desenterrada nas comemorações dos 500 anos da descoberta do Brasil. E é muito mais precisa que descobrir, que é também uma palavra muito ambígua, dados os sentidos que pode ter.
Aquando do achamento do seu blogue, eu vi logo (claramente visto... rs...) que vc me iria brindar com a excelência dos seus textos. E assim tem acontecido. Este é mais um exemplo. Parabéns.
Bom fim de semana.
Abraço.

in_side disse...

de facto de facto

não resisto a

misturas

linguísticas

] sobretudo

as que acabem

em...

... so

ne...to :)






*

Desnuda disse...

hahahahahhaahhaha To rindo muito do seu comentário! Mas não é? É sangue rubro-negro! Mas acho que estamos mais pra descendência de " sacys" ( ia completar o perere..mas não fica bem abusar kkkkkkkk) .


òtimo fim de semana! Beijo

Gata Verde disse...

Todos dizem que a língua portuguesa tem uma sonoridade linda, adoraria saber como é, mas só poderia saber se falasse outra...pena!!

beijocas

joesio disse...

Àquele que se sente desprovido de cultura, dedico o meu inculto português na tentativa de convencê-lo a frequentar este belíssimo blog, pois quem por aqui passar não mais será a mesma pessoa no que diz respeito à inclusão cultural.

O Sibarita disse...

Ô meu deu! kkkk Véio, você é massa! Oi seu babelaque tá o ouro da babilônia que só vendo! kkkkkkkk

Pô, é o latim, é? Ah bom... Tô aqui matutando meu tempo de gináso que dei o latim desde o primero ano, os fessores eram todos pades, uma onda meu véio! kkkkkk

Eu que não era menino oreba e nem andava infatiotado que nem jegue na lavagem do Bonfim tirava onda com as minas enbolando o baianês com o latim, cada dona moça que valha-me Senhor do Bonfim! kkkkkk

Tá rebocado, piripicado, faltou você falar da nossa língua usual na Bahia, o baianês e ai? kkkkkk

Tá porreta memo seu texto, sei não, viu? Esse Olavo Bilac é boca de zero nove, né não? kkkkkkkk

Vá escrever bem assim lá na China, é véi, o cara é de lenhar e quem duvidar vai bater biela e morrer com a boca cheia de formiga! kkkkkk

Tradução do baianês no texto aqui.

-Ô meu deu - Ó meu Deus.
-Véio - Velho.
-Você é massa - Você é legal.
-Babelaque - Conversa, texto.
-O ouro da babilônia - Bom demais.
-Matutando - Pensando.
-Gináso - Ginásio.
-Fessores - Professores.
-Pades - Padres.
-Menino oreba - Menino besta.
-Infatiotado que nem jegue na festa do Bonfim - Com a roupa toda enfeitada que parece jegue na festa do Bonfim, já que os jegues saem nesta data para acompanhar a procissão todo enfeitado.
-Tirava onda - Se fazia o tal.
-Minas - Meninas.
-Dona moça - Moça.
-Tá rebocado, piripicado - Acredite.
-Baianês - Linguaguem usada por nós baianos no dia a dia.
-Tá porreta - Está muito bom.
-Memo - Mesmo.
-Boca de zero nove - Pessoa muito boa no que faz.
-Vá escrever bem assim lá na China - Usada para rearfirmar que a pessoa é muito boa no que faz.
-É véi - É velho.
-O cara é de lenhar - A pessoa é muito boa.
-Bater biela - ficar mal, morrer.
-Boca cheia de formiga - Diz-se quando a pessoa morre, vai para debaixo da terra.
-Se rete não - Não se zangue não.
-Disculpi - Desculpe.
-Né mole não - Não é besta não.

Se rete não, disculpi aí, mas, sabe que baiano né mole não! kkkk

abraços,
O Sibarita

Sérgio Luyz Rocha disse...

Grande, Oliver!!!
Como vai, meu amigo?
Ando (ou nado) muito ocupado (entendeu, não? As chuvas...ham...ham...)daí a ausência...mas vamos lá...alguém aí suscitou dúvidas acerca do tal sujeito indeterminado...e a tal classificação "3ª pessoa do plural"...é simples, justmente por ser indeterminado é que pressupõe um grupo de sujeitos e não um sujeito...
Mas, enfim...providencial sua publicação..em tempos de reformas e surrupios (gostou desse?) de acentos e outros sinais, convém que discutamos mais...

Apareça na "trama"...veja lá se meu idioma está em dia...

Abraços!

Sérgio Luyz Rocha

cristinasiqueira disse...

Oi meu querido,

Sábado ,noite e este sarau virtual que acontece no teu espaço onde a musa ,esta louca que apaixona as almas leves,sem calço são palavras portuguesas,são flores divinas do Lácio.
E ao fim leio Bilac e me lembro...
"e ela abria os braços/e eu ficava."

Com carinho,

Cris

DUAS CARAS disse...

Obrigado por ter visitado o meu curral....tô iniciando.
Mas teu blog é muito bom excelente dissertação amei ler os seus textos...isto sim é uma bela escrita....tens talento...parabéns.
Saudações

bat_trash disse...

:)

Tia Zulmira disse...

uau...esse post foi um verdadeiro flash-back às aulas ( com sotaque meso francês meso lusitano de la maitresse Charlotte, de "Linguística Histórica e Românica I e II" ...ai ai, saudades...talvez não tanto das aulas, mas das bobas e as vezes boas discussões linguísticas como essa!

Claudinha ੴ disse...

É... Meu dileto amigo... São cousas com as quais não nos deparamos mais. Derradeiros vocábulos que caíram em desuso, mesmo porque é custosa a escrita culta. Mesmo porque há tantas mudanças e revisões que eu creio nem saber mais escrever. Palavras e letras prestimosas quais fotografias perpetuadas e modificadas pelos retratistas e lambe-lambes... Belo é o poema, lira antiga e impecável e nós, cercados da linguagem internética, do miguxês e das mais variadas maneiras de pecar contra a nossa língua...
Gostei da sua preocupação.
Beijo.

Cleo disse...

Sou do tempo que se aprendia latin na escola, uma pena, foi-se o tempo da cultura.
Belo texto, sempre se aprende muito vindo aqui. Beleza!
Beijos com carinho.
Cleo

Filoxera disse...

É: a nossa língua, seja em que versão for, é sempre rica, sonora a linda.
Beijos.

Janaína disse...

Visita: www.fortalpiscinas.com.br/
Sugestão: www.atelierdosofa.com.br/


Desenvolvido por: www.namp.com.br/

mariab disse...

completamente de acordo. eu sou apaixonada pela língua portuguesa.
beijo

BOTINHAS disse...

Amigão
O resultado do Concurso de Anedotas já foi publicado no dia 23.
Não queres ir buscar o prémio?

Abraço fraterno
Botinhas

Ana Gomes disse...

Excelente Blogue... Não conhecia... Voltarei...

Noslen ed azuos disse...

Língua portuguesa, maviosa e nostálgica e praticamente cruel para os gagos, afinal todas as línguas são temporais d raios e trovões para os gagos, gago que já fui um dia e hoje só quando lembro qqqque fufui gagagó...

Depois deste texto fiquei mais apaixonado pela Língua-Portuguesa, e teria vontade do Tupi-Guarani em nosso País, mas para isto, este tempo já passou, até as florestas e araras azuis estão se indo.

Belo desfecho com Olavo Bilac.

Abração
ns


desculpe qualquer erro de portugues

Tio Rogs disse...

Grande Piquiniqui!

Me irrita um pouco sua erudição, mas não se peocupes, a admiração sobrepõe minha mesquinhez.

"Das línguas, as femininas, apaixonadas, porque sem conteúdo não há o que não haja... "
Tio Rogs

vida de vidro disse...

Uma belíssima confissão de amor à língua portuguesa que, aliás, você tão bem trata! **

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Passei para desejar uma boa semana, saio sempre daqui menos burra.
Apareça por lá.
beijosssssssssss

Tchi disse...

Pois é... e anda um acordo por aí às voltas.

E se avança, é desta que vou desaprender o pouco português que sei.

:)

Vale-me este melhor blog sobre tudo.

Beijinhos.

Beto Mathos disse...

Caetano já disse que "só é possível filosofar em alemão".
Depois de passar por aqui, me convenço de que, quem sabe, filosofa em qualquer língua.
Viva a flor do lácio!

Whispers disse...

Ola!

Posso chegar aqui burra,mas saio com alguma sabedoria.
Que diga eu,lingua portuguesa eh bem dificil de se aprender.

Ainda existe palavras que nao sou capaz de as dizer correto.

Gostei do teu post e poema a dizer

Mil beijos
Whispers

heretico disse...

abraço..

heretico disse...

abraço..

Anônimo disse...

oh flor

oh língua florida de raízes

oh maré alta de mais alta lusofonia,
tivesse eu talento e aqui abria um vale só de rosas...:) para agradecer este POST e os seus comentários por lá....

rendo-me em fluxo prolixo de pétalas.

:)

obrigada.

.piano.

Mariazita disse...

Meu querido amigo
Como já conhecia a história que publiquei no "Histórias", convido-o a ir ver o post no "Casa".
Pode ser que não conheça...e que goste.

Uma noite feliz.

Beijinhos
Mariazita

Germano Xavier disse...

Salve, Salve, Oliver!

Passando por aqui para relembrar e tomar um cafezinho.

Sigamos...

Tataahzinha disse...

E o português com seu incansável crescimento!

BANDEIRAS disse...

Passando para te deixar um beijinho de boa noite.

Cristiana Fonseca disse...

Olá Oliver,
Brilhante, simplesmente perfeito.
Sou apaixonada pelo teu blog, pela tua escrita. Teu blog é um presente.
Abraços,
Cris

Leonor disse...

adorei este post, Oliver!

e dúvido que se podesse acrescentar muito mais. Não conhecia este poema do O Bilac, foi uma excelente forma de acabar...

beijoos, boa semana!

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Infelizmente o Latim está a desaparecer completamente. É realmente uma lingua bela, e histórica que estão a deixar morrer aos poucos.
Bom fds.
Abraço.

sarasvati disse...

Já li este texto com outro nick mas voltei. :)

Nunca é demais dar prazer ao cérebro.

Obrigada.

M

Valdemir Reis disse...

Amigo Oliver honrado e feliz por visitar este importante, belo e original espaço... Registro a minha imensa satisfação ao passar aqui, valeu! Parabéns pela lindissima publicação, que festa, muita alegria e cores. Quero compartilhar com você o poema abaixo de William Shakespeare
”Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração.”
Votos de um dia repleto de alegria. Muita prosperidade e bênçãos. Paz, luz, saúde e proteção. Felicidades, um fraterno e caloroso abraço. Fique com Deus.
Valdemir Reis

pin gente disse...

sem dúvida a língua portuguesa é muito bela.
gosto do sabor da palavras e de as ouvir ditas (por certas vozes, é certo!).
o castelhano (um pouco menos o galego) e o francês são também do meu agrado.

um beijo (e)terno

. fina flor . disse...

beijos e boa semana, querido

MM.

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Vim em busca de novidades.
À falta delas deixo-te um abraço.

Abdoul Hakime Zahrah al Jounoub عبد الحكيم زهرة الجنوب disse...

C'est vrai: le portugais est la dernière fleur du Lazio, mais... le français c'est la plus belle!

milf disse...

dessicant air dryerpediatric asthmaasthma specialistasthma children specialistcarpet cleaning dallas txcarpet cleaners dallascarpet cleaning dallas

vero beach vacationvero beach vacationsbeach vacation homes veroms beach vacationsms beach vacationms beach condosmaui beach vacationmaui beach vacationsmaui beach clubbeach vacationsyour beach vacationscheap beach vacations

bob hairstylebob haircutsbob layeredpob hairstylebobbedclassic bobCare for Curly HairTips for Curly Haircurly hair12r 22.5 best pricetires truck bustires 12r 22.5

washington new housenew house houstonnew house san antonionew house ventura

milf disse...

new houston house houston house txstains removal dyestains removal clothesstains removalteeth whiteningteeth whiteningbright teeth

jennifer grey nosejennifer nose jobscalebrities nose jobsWomen with Big NosesWomen hairstylesBig Nose Women, hairstyles

milf disse...

black mold exposureblack mold symptoms of exposurewrought iron garden gatesiron garden gates find them herefine thin hair hairstylessearch hair styles for fine thin hairnight vision binocularsbuy night vision binocularslipitor reactionslipitor allergic reactionsluxury beach resort in the philippines

afordable beach resorts in the philippineshomeopathy for eczema.baby eczema.save big with great mineral makeup bargainsmineral makeup wholesalersprodam iphone Apple prodam iphone prahacect iphone manualmanual for P 168 iphonefero 52 binocularsnight vision Fero 52 binocularsThe best night vision binoculars here

night vision binoculars bargainsfree photo albums computer programsfree software to make photo albumsfree tax formsprintable tax forms for free craftmatic air bedcraftmatic air bed adjustable info hereboyd air bedboyd night air bed lowest price

milf disse...

find air beds in wisconsinbest air beds in wisconsincloud air beds

best cloud inflatable air bedssealy air beds portableportables air bedsrv luggage racksaluminum made rv luggage racksair bed raisedbest form raised air bedsbed air informercialsbest informercials bed airmattress sized air beds

bestair bed mattress antique doorknobsantique doorknob identification tipsdvd player troubleshootingtroubleshooting with the dvd playerflat panel television lcd vs plasmaflat panel lcd television versus plasma pic the bestadjustable bed air foam The best bed air foam

hoof prints antique equestrian printsantique hoof prints equestrian printsBuy air bedadjustablebuy the best adjustable air bedsair beds canadian storesCanadian stores for air beds

migraine causemigraine treatments floridaflorida headache clinicdrying dessicantair drying dessicant

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Vim desejar-te um bom fds.
Abraço.

blastingcap disse...

Melhor site,todos os produtos a 10$...ipod, iphone....

Como fazer: http://sacatugabc.blogspot.com/2010/06/tutorial-completo-para-receberes-ipods.html

Eliane Accioly disse...

Passando pelo condado me deparo que "ele" não é apenas virtual.
O virtual é primoroso!
Um abraço