A garota do baile - Parte 2


R
etirado para futura publicação em livro.

110 comentários:

Manuela disse...

Valeu a pena voltar cá ainda nesta noite.
Adorei este texto.
Lembra-me vagamente os meus tempos de adolescente.
Fartei-me de rir com o tal fulano a falar latim e a garota a responder ehehehe.
Devia de ser hilariante.
Só você mesmo.
Fica-se logo bem disposta quando venho aqui ler.
Fico á espera de mais.

Vale bem o sacrifício.

Abraço

Bom Fim de Semana
Descanse
Bem merece

:)


Manuela

f@ disse...

Olá Oliver...
É à sexta que sempre tem novidade na leitura aqui no teu condado...e o que me mata é a música que me perturba...

Com ajuda desses deuses tão poderosos + a inspiração extra da cuba libre... abre-se a "mala" e sai a deusa do vestido amarelo para bailar contigo.... até ficas nas nuvens...
até o Twist te faz uma vénia!...
beijinhos e até à ultima parte e bom fim semana

Blue Velvet disse...

Ah não, agora o bicho vai pegar!
3 Partes! 3!!!!
É um prazer ler os seus textos.Ups, não, esta frase todos escrevem aqui.
Ou melhor, deverei dizer todas????
Sim, porque se fizermos uma pesquisa no Ibope veremos que o seu prestígio disparou junto do público feminino, iac, iac, iac
Tenho a certeza que na sua adolescência você nunca levou mala.
A quele seu colega que só falava latim com as meninas é fruto de sua imaginação, ou existia mesmo?
Bem terei que ficar cheia de brotoeja de curiosidade até à próxima 6ª feira.
Bom fim de semana, beijinhos e veludinhos

Kênia Garcia disse...

Olá!! Pois que adorei ler-te com o fundo musical!! ^^

Grande beijo e belo fim de semana pra ti!!

Carol Barcellos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BANDEIRAS disse...

Querido amigo,

Neste quesito, ser homem é dureza, o que os pobres levam de mala para casa...
É brincadeira, as vezes as garotas fazem por pura maldade.

Amanhã é dia do beijo, tem beijo no blog para você.
bjs.

Luís Galego disse...

vou ter que continuar a aguardar (com imenso prazer) os próximos capitulos deste grande baile...

comecardenovo disse...

Também ia ao baile. mas tão má dançarina, safava-me mal
Bom fim de semana

un dress disse...

de muitos modos

acabo

na tua escrita e com muito prazer

em bailada!!






beijO bailaRino :)

JOE ANT disse...

Aqui no rincão português, não se levava "mala", levava-se "uma tampa" (igual tampinha de refrigerante).
Apesar de "bom dançarino" levei muitas, algumas "roeram-me bem fundo", outras até agradecía (busca em último recurso).
Fez-me lembrar outra estória: Um grande amigo meu, perdido de amores e até, de certo modo, correspondido à distância, como de costume em cada domingo, juntamente com todos os amigos, postava-se na porta da Igreja (no princípio e fim da missa) para ver a sua amada. Num domingo disse: Hoje tenho que tomar uma atitude!!. Todos nós nos rimos. Mas, para nosso espanto, vêmo-lo aproximar-se da mâe da jovem e muito educadamente perguntar-lhe: A senhora é católica? A mãe da jovem respondeu que sim, muito assertivamente. Perante o espanto geral, ouvimo-lo dizer:Ainda bem. Então vá com Deus que eu acompanho a sua filha.
Hoje são felizes, com um casamento de 40 anos.

isabel mendes ferreira disse...

deus da poesia.

que dança sobre as ondas do seu discuro sempre metafórico.
mesmo quando "volteia" em parágrafos de ironia.


-


beijo.

lezírias e lezírias.

______________________obrigada.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Oliver, votos de um bom Domingo...

Dos dias que passam,
as horas vividas,
são laços que abraçam,
as almas queridas.

Beijinhos de carinho,
Fernandinha

AURORA ( LOLA ) disse...

Olá Oliver...
3 Partes! 3!!!!
É um prazer ler as suas historias.
Bem terei que ficar cheia de brotoeja de curiosidade esperando a 3 parte,
votos de um bom Domingo...






bjs

Mary West disse...

Opa! As coisas estão soh aquecendo então? Q coisa boua! Vou buscar meus sapatos de dança e me empolgar um pouco mais. Vê se naum demora! =**

Jofre Alves disse...

Volto sempre com satisfação de encontrar tema e texto de grande interesse. Boa semana.

BANDEIRAS disse...

Gente!!!!!!!

Hoje é dia internacional do beijo, não tem contra indicações, não vale economizar, ou quardar para depois de amanhã...
No blog beijinhos para todo mundo.
bye bye
bjs

Leonor disse...

Oliver, você está a esmerar-se:)) mas só lhe digo que os bailes não são tão diferentes a Norte ou a Sul...
acho que nunca dancei com os meus irmãos, mas realmente não dá para marcar pontos... já com o meu cunhado, foi só no dia do casamento da minha irmã e porque ele insistiu muito...
mas ver quem dançava ou ficava por "pegar" era sempre um momento das festas... ah, e não sei, se por acaso nos tivessemos cruzado nalguma, se teriamos dançado... já li Virginia Wolf...
beijos

Alice Matos disse...

Querido Oliver...

Este baile está a ficar cada vez mais interessante...
Quero ver, quero... se a garota de vestido amarelo te vai dar a mala... Cá para nós, não creio...

Beijinho para ti...

Desambientado disse...

Era de suspeitar que continuasse, uma vez, que a turma deve ter mais elementos e por outro lado ainda não li referências ao momento de inércia e ao princípio de conservação do momento angular, aquando da dança, elementos físicos que sempre acompanham a sua escrita.
Você consegue captar mesmo a atenção.

Bom fim de semana.

Um Momento disse...

Cá andei a colocar a leitura em dia:)
Este tempo ás vezes foge-me e ...lá me ausento um pouquinho:)
Mas lá esta...tenho que colocar esta leitura em dia:)
É bom Ler OLiver...e pelo meio lá vou sorrindo a uma ou outra fase:)
Fico esperando a 3ª parte deste "Baile"

Gostei mesmo:))))))

Bom Domingo desejo

Beijo Grande!!!

(*)

Anne disse...

Ai, meu deus...achei que era hj que eu ia saber o fim dessa história, mas vai ser mais uma semana esperando...rs (que aflição!)

Nossa, o seu amigo realmente sabia como conversar com uma guria, heim? Talentoso ele!!! Não sei pq, mas acho q quem vai levar a moça de amarelo pra dançar é vc...

Bom, se for por odiar sertanejo e pagode, então com certeza nascemos um para o outro! Detesto os 2 e não necessariamente nessa ordem.

Fiquei rindo sozinha aqui, alto, com a "expedição" que planejas...hahaha, achei mto engraçado isso. Mas, não deixa de ser, já que não é exatamente um lugar perto de alguma coisa =P. Preciso rir mais baixo, senão os vizinhos vão achar que perdi o restinho do juízo!

Imagino que Salvador seja mesmo apaixonante! Ainda vou conferir isso de perto, um dia! Pra ficar perfeita, só faltava um friozinho (é, eu gosto de frio, mas sem exageros). Hoje, por exemplo, chove, e eu vou pra baixo do edredon ver filme...masss, num lugar lindo feito aí, a gente até acostuma a ter calor o ano inteiro!

Um beijo, meu querido. Gosto dos finais de semana, pq sei que sempre recebo tuas visitas neles. Outro beijo, até breve!

Claudinha disse...

Ah que delícia de história... A começar pela música que me lembra de caraa minha ama, a Vinha. Ela adorava a jovem guarda e dizia que era a garota papo firme. Depois, acho que no final dos anos 70 eu era assim cercada pelos pais como ela e para dançar, tinha que ir para o lado oposto do clube, longe dos olhos azuis do meu Xerife... Quantas vezes fiquei sem dançar, de olhos compridos nos moços, que se pelavam de medo do Xerifão...
Aguardo a continuação!
Beijos!

Miosotis disse...

... mas que 'arte' possuis tu para criar estórias, sempre com um profundo sentimento de 'perscrutar a alma'...

Voltarei para ler a 3ª parte... até porque o baile ainda vai 'por metade'!

A menina de amarelo 'guarnecida' pelos Pais... será que ainda existem?!

Sensibilizada pelo olhar amistoso poisado em 'fragmentos'!

Boa semana!

beijo

Яoьεяτα 炙 disse...

Meu rei, o problema não está em fotografar ou não. Como registro é claro que é válido.
O problema está em se conceder o prêmio, que eu acho de extremo mal gosto.

Bjs

Ju disse...

hahaha... o q será q vai acontecer????
áaaaaaaaaah!
que venha a parte 3!
:D
adorei a musiquinha!!!
beijos.......................; )

Auréola Branca disse...

Olá, vizinho! De certa forma, somos mais próximos do que deveria! Tb moro em Salvador, e, daqui, retiro a melhor lembrança da minha vida...
Mas, pulemos as minhas lembranças... Que texto fantástico, hein? Imaginei-me no baile, talvez usando o vestido amarelo pálido, talvez usando um vermelho sangue...

Adorei visitar-te e espero ansiosa o final dessa aventura.

Sunshine disse...

Oliver...
Está ficando mauzinho ... 3ª Parte ???
Ficar três semanas esperando o final do baile é mesmo um suplicio.

Aposto que não levou "mala" da garota do vestido amarelo... cá fico esperando pela 3ª parte para ler o desfecho de mais uma das suas interessantes e hilariantes histórias.

Ahhh!!! esqueci ... a música fica mesmo bem com a história, impecável.

Beijo e Let The Sunshine ....

Яoьεяτα 炙 disse...

Uai, será que tem que explicar tudo pra esses homens? ai ai ai viu

Oliver Pickwick disse...

Fotografar ou não fotografar? Uma difícil decisão, no limiar da ética.
Um beijo!


Яoьεяτα 炙 disse...

Meu rei, o problema não está em fotografar ou não. Como registro é claro que é válido.
O problema está em se conceder o prêmio, que eu acho de extremo mal gosto.

Oliver Pickwick disse...

Ei, garota! Andou usando aquele "produto" de Goiás? Não faço a menor idéia do que está querendo dizer.

Cöllyßry disse...

Neste tempo ainda frio, bem sabia uma dança...que virá a seguir....ummmmmmm

Um bom resto de domingo, doce amigo

Cõllybry

Яoьεяτα 炙 disse...

kkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkk
Apesar da seriedade com que vc respondeu eu não aguentei e vou ter que sacanear.
Vem ká, sendo vc homem, e dizendo que está com 10% dos neurônios funcionando, vc então pode ser considerado Gênio.
kkkkkkkkkkkk

10 % é muito mais do que um homem pode querer, bjs

Rosamaria disse...

Cheguei atrasada pro baile pq estava em outro junto com as netas. Quando elas estão aqui não adiante ter programações, elas que comandam o espetáculo.

Aqui no sul, quando uma moça recusava dançar com o rapaz, ela dava um "carão" (e certamente era motivo de chacota dos outros). Quando não dançava, e tinha moças que não conseguiam par,ela fazia "croché". Graças a Deus nunca fiz "croché" e tampouco dei "carão".

Vou ficar "chuliando" as próximas cenas do teu baile e torcendo para que dances com a moça do vestido amarelo-pálido.

Que ganhes muitos beijos hoje que é dia do beijo.

Bjim.

herético disse...

a carreira de advogado é a pior formação para ter sucesso nos flirts?! ...

finalmente, compreendi agora as razões das "tampas" triunfais (ou malas) que levei na minha adolescência...

mas agora é tarde para mudar de profissão... rss

abraços

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
A mim parece-me que na parte 3 deste baile, vais acabar por convidar essa rapariga para dançar, e sem levares mala.
A verdade é que temos sempre que arriscar na vida, porque só assim conseguimos atingir alguns dos nossos objectivos. Mesmo que durante o trajecto se acabe por levar algumas vezes com a mala.
Abraço.

SOS online disse...

Senhor romanceiro, desculpe o atrazo, vim correndo, ufa ! E veja que a gente esquece as dores da vida quando le tuas palavras. É como passear pela Avenida Paulista das largas calçadas, onde um fotógrafo escondia-se atrás do pano preto para fotografar moçoilas de cintura fina e chapéu.
Grande Pickwick você tem estilo menino.
Beijo de reciprocidade nas tuas bochechas.

Madalena Barranco disse...

Olá Oliver querido, ah, mas eu estou "apostando" no garoto do "terno caneta", que agora somente usa ternos sóbrios... Hehehe!

Beijos e obrigada por ter feitos dois desejos para que os campos de morangos continuem férteis.

gabriela r martins disse...

tão delicosa mente sublime esta tua forma de contar

e não imaginas o quanto me ri com o diálogo entre o teu amigo e a miúda, em latim

hilariante

só tu

a boa disposição é sinónimo de visita
quando aqui venho
e
fico
à espera da terceira parte

____________________

entretanto, permite.me uma pergunta - o que é que fizeste para que os teus comentários se leiam em página e não ,apenas ,em janelas de pop-up? é que assim a leitura é muito mais fácil e ampla ... importas.te de me ensinar?

____________________

.
um beijo

Gabriele Fidalgo disse...

Adorei!!

Aliás, estou adorando, porque ainda nem acabou!


E a música do Roberto jó ajudou. ;]


beijo beijo

Lu disse...

Olá, caro Oliver!
Também sou do sul e como Rosamaria disse, aká falamos "carão" a recusa de uma dança.
Para evitar dar o carão, saíamos em disparada para o banheiro.
Muito bem, esperamos que a moça do vestido amarelo-pálido (feito meu sorriso)seja seu par pra tal dança!
Beijo!

* hemisfério norte disse...

Oliver, vc me mima demais com teus comentários. Fico sem jeito mesmo. MUITO OBRIGADA. Segue via aerea um presente de sardinhas portuguesas da melhor qualidade para o Twist.
bjs
a.

Andreia do Flautim disse...

Um abraço cheio de sol, como o que está por aqui hoje!

Grazi Sperotto disse...

Oi querido! Primeiro não posso deixar de te agradecer a escrita da frase sobre a Angelina, isso já rendeu visitas mesmo.
Bem, sobre esse baile aí, nunca fui em um, porque infelizmente quando entrei na adolescência já existia "o dançar separado" e o caos da música dance e eletrônica. Portanto, quando li aqui tua história, fiquei imaginando e querendo ter nascido em outra época.
Espero ansiosamente pelo fim da história...
bjos

São disse...

Meu caro Oliver, está treinando para guionista de telenovela?!
Não?...Parece!
Que vou roer agora?
Boa semana.

Rodrigues Bomfim disse...

Muito legal este texto, contagiante e inteligente. Era assim mesmo, quando chamávamos uma garota pra dançar e ela recusasse a rapaziada caía na pele, o pior era quando voltávamos da saía justa e a mesma aceitava o convite de um dos amigos sacanas, então este depois voltava tirando onda.

Abraços
Boa semana

Gerlane disse...

Aguardarei ansiosa o desfecho de mais uma de tuas novelas sensacionais, meu caro amigo Oliver.

Uma ótima semana e, beijos pra ti!

Mila disse...

Moço!!!Como o Sr escreve!!!! De um tanto... e em partes... que nos causa angústia e dependencia... hauahauahuahaua
Beijos Mila

Alma Nova disse...

E ao som das melodias conhecidas de cor dançavam as almas adolescentes em busca do amor...
Fico à espera do desfecho.
Um abraço!

Flavinha disse...

Dear Mr. Pickwick.

Eu nunca dei uma "mala" por um motivo muito simples. Os cavalheiros nunca me tiravam para dançar. Se era culpa do vestido, do perfume ou da minha cara séria demais, eu não sei. Mas o fato é que isso se tornou a grande frustração dos meus bailinhos. então, façamos o seguinte: vc, por favor, organize o baile do século aí no condado, convide seu amigo M. e o INTIME a me tirar para dançar. Diga-lhe que sou bonitinha, que nao tenho mau hálito, que não uso perfume em quantidade suficiente para matar alguém por asfixia e que não piso no pé. É um absurdo eu chegar aos 30 anos sem conceder a honra de uma dança a um cavalheiro sequer... humpf...

Beijo!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Oliver, votos de boa semana,
Beijinhosw de carinho,
Fernandinha

SAM disse...

Ah, ainda bem que não me atrasei tanto assim ( vi agora nesta parte 2 que o baile aproxima-se da metade). UHU! Ta show até agora e você, Oliver, dando um show na construção do texto. Estou adorando!


PS:*Oliver tb é um resgate de cultura...Não imaginava que a formação dos profissionais do Direito antes eram tão formais! Ainda bem que peguei uma fase ótima. Desinibida até demais. Em algumas festinhas da família forense, pudores impediam-me de frequentar umas rsrsrs.

Beijos dançantes!♪♫

Teté disse...

Ah, essa da "mala" por aqui levava o nome de "tampa". E das meninas que nunca ninguém lhes pedia para dançar, dizia-se que levavam um "chá de cadeira"...

Os termos podem ser diferentes, mas na prática o resultado era o mesmo: era mau levar "tampa" ou "chá de cadeira"! Existia sempre uma certa gozação com essas pessoas, às vezes só patente em sorrisinhos trocistas, mas estava presente.

Ainda me ri com a conversa interessantérrima desse futuro causídico e com as futuras leitoras da Virgínia Woolf. Quiçá esses desaires no salão de baile não os levaram a optar por essas vias???

Mais um excelente post, para não variar... :D

Voltarei para ver como o baile acabou, que até ao momento parece que ainda ninguém deu o seu pé de dança.

Até lá, uma boa semana para ti!

Jinhos!

Crisfonseca disse...

Olá Oliver, não vejo por esperar a parte 3, quão maravilhosa leitura faço de seus textos, ou melhor contos.
Obrigada por tuas palavras, volte sempre
Beijos,
Cris

Sr do Vale disse...

Oliver, eu também tive momentos semelhantes... Eram os bailinhos de garagem, luz negra, cuba libre, gêlo sêco, meninas de um lado, rapazes do outro, e os corajosos atravessando o meio do baile, para a tentativa de aproximação.
Eu e meus camaradas, já nem arriscavamos, com alguma excessão, ninguém tinha pinta de galã, então não valia a pena tomar "mala". Faziamos então um pacto com o DJ, e ele tocava rock pauleira, assim, o baile em alguns momentos era de músicas "lentas" e em outro de pauleiras, as quais dançavamos a nossa maneira, ou seja individual. (ai que vergonha, como eu era acanhado, um verdadeiro babaca em se tratando de bailinho e mulheres). O desejo mesmo era de dançar agarradinho a uma das gatinhas presentes.


Quanto a sua "carta" deixada no P.S.:
O segredo das aulas de dança, ficará guardado a sete chaves.
Sobre a postagem no P.P., na verdade gostaria de te cadastrar, para que você possa postar quando quiser, mas pra isso, preciso do e-mail.
Em relação a sua vinda à São Paulo, quando vieres avise, será um prazer recebe-lo no "mocó", tem até um sofá bicama de quebra, (xique né).

Então fica assim, um grande abraço e até a 3ª parte, ou a qualquer edição extraordinária.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Oliver, as fotos são das Ilhas onde nasci-Faial-Açores,
Desde 1975 mora em Lisboa, mas sempre que tenho um tempinho passo por lá, matar saudades e tirar umas fotos.
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Lampejo disse...

Oliver,

Tu crias um recanto quando começas a dançar....a contar tuas histórias.
És um homem, sem dúvida e sem dor.


Post Scriptum: Cirano de Bergerac. Se o amo?! Amo!

Obrigada pelo comentário viu..,Você é um amor!

(a)braços e flores de girassóis

Olá!! disse...

Estou a gostar do baile ... se estou :)))))
Beijosssssssssssssssss

Manuela disse...

Oi Oliver, obrigado pelos links que deixou no meu blog.
Já lá fui ver.
Beijo

Boa Semana

Manuela

Então gostou da foto hein?
Malandro

Carla disse...

"levar uma mala" eehehehehe mais um apara o meu vocabulário! Está cada vez melhor este salão de baile!
beijos

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt disse...

olá amigo! teus textos sempre lindos e doces de se ler aqui temos de tudo um pouco,dá para sorrir,para sonhar e até para dançar e ficar esperando pela outra cena que se segue
e eu vcá espero por ti
bjo grande
carla granja

O Sibarita disse...

Meu camarada eu vou dizer o que? kkk

Você é o mago dos contos! Esse conto fatiado (gostou? kkk) em três partes nos deixa super feliz porque nos remete aos bons tempos.

Ai meu Cine Roma! Meu Club Império, Minha Rosa do Adro, todos na cidade baixa. Eu era penetra em todos eles, viu fiu? kkkkk

E o pior é que eu não sabia dançar pisava os pés das donas moças que já sabiam e ai me escoravam... Mizeravéis elas! kkk

-Eu: Vamos dançar?
-Ela: Ta falando comigo?
-Eu: Sim, com você! Podemos dançat essa parte?
-Ela: Ah, agora, vou no banheiro, chame minha amiga ai, vai Lurdinha dançar com todo duro,o pé de chumbo! (kkk)-Quem eu? Você quer me botar no esparro? Vou dançar nada com esse mocorongo? Vô não! kkkk
Raapppaazzz eu me lenhava, ai a notícia corria rapidinho e ninguém dançava comigo, que sacanagem! O jeito era me picar de fininho, fazer o que, se eu não sabia dançar? kkkk Eu não podia dizer nada, penetra tem direito a reclamar, fio? kkkk Bons tempos aqueles...

Oi obrigado pelas palvras bondosas no Sibarita, você sim é que é o tal!

Depois vai lá ler: "Nada Além..."

abraços,
O Sibarita

Lyra disse...

Não sei se com Apolo, com fadas, com duendes ou sem nehnhum deles, a verdade é que ãcho a tua inspiração sobrehumana e a tua escrita divinal.

Começo a ler-te e não dá para parar. Que venha rapidamente a 3ª parte! Até lá: bailemos!!!

Beijinhos e até breve.

;O)

AURORA ( LOLA ) disse...

Hum...eu a pensar que já estava aqui a 3 parte isso não se faz é maldade de mais.





bjs

Thiago Borges disse...

Caro Oliver, então quer dizer que além de jazzista (ótimo por sinal), você também é vidente? É verdade, estou em época de provas. Cansativo, porém necessário. Até que é bom provar que realmente estamos aprendendo.

Espero que quando for visitar o condado de Deaux, e é claro, participar de um baile junto ao clã, não “tome nenhuma mala” hahaha. E também não vou querer dicas do pobre D. Pô, latim na hora do cortejo já é demais não é?

Parece que o clã estava fraco neste dia. Vamos lá pessoal, animense e peguem suas damas! Afinal de contas, não é pra isso que serve um baile?

Abraço.

ternura disse...

Tu és um excelente escritor.
continua.
Beijinho e boa semana.

Não tente me entender... disse...

Postei tantas coisas hoje!
Vale a pena conferir...

"Amar é ser adulto e se sentir criança!"

Tenha um belo anoitecer!
Bjs

Maria José disse...

Hmmm

E o baile continua, animado de sorrisos e esperanças!

~pi disse...

OUVINDO

E BAILANDO!! :)

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Estou a passar por aqui, porque estou víciado nesta música do Roberto Carlos.
Abraço.

gabriela r martins disse...

tardo.me
e
beijo.te
enquanto danço o "tango"

ehehehehh

desculpa!

enquanto espero a 3ª parte


.
um beijo ,O

gabriela r martins disse...

já vi que ainda não conseguiste resolver o problema da página e da janela

e

ou estou enganada ou ainda complicaste mais?

Maria Laura disse...

Então vou ter que esperar a terceira parte para saber com qual de vocês fica a garota de vestido amarelo? Isso de estar assim escoltada pelos pais não é bom prenúncio, não!! :))
É sempre um prazer e um saudável divertimento ler-te.

Paula Crespo disse...

Os bailes deviam ser reabilitados, não há dúvida! Agora que estamos em maré de revivalismos e de "neo's", era boa ideia que os bailaricos pegassem de novo ;))Aguardo para ver quem foi a felizarda...
bjs!

Sandra Fonseca disse...

Gostei do jeito inteligente como escreve. E o blog é ótimo!
Um abraço.

pin gente disse...

a primeira parte eu li a valsar
para a dois segui a sambar
pela parte três terei que esperar
e enquanto espero vou rodopiar

abraço
luísa

Nadezhda disse...

Se eu fosse um rapaz, nessa época, certamente seria como D.

Espero pela 3ªparte ;)

Lyra disse...

Porque será que existe sempre uma qualquer "garota vestida de amarelo pálido e solidamente guarnecida pelos pais", que todos os homens avistam nos bailes das suas vidas?

Beijinhos e até breve!

;O)

* hemisfério norte disse...

vai ser em latim a cerimónia hoje no http://miniminimos.blogspot.com/
compareça
obrigada
a.

Casemiro dos Plásticos disse...

Mais uma bela história caro oliver, obrigado pelo bom momento:)
abraço e boa semana.

Estava Perdida no Mar disse...

Ai...deu vontade de ir dançar. Agora.
beijos, moço

Lúcia disse...

Não sei se fiquei com mais pena da pobre garota 'guarnecida pelos pais' ou dos amigos que levaram mala atrás de mala...!!

E não é que é verdade? Deu mesmo vontade de dançar... com licença que já ouço uma rumba flamenca...! ;D

Beijos!

impulsos disse...

Oliver
Tu és demais mesmo!
Estou eu aqui,(uma vez mais no trabalho e uma vez mais a rir sozinha à tua conta, enquanto os meus colegas deverão pensar que sou maluquinha...)!
Ess da mala eu não conhecia, até pensei, antes de explicares, que seria alguma tradição levar uma mala para o bailarico...
Aqui em Portugal, dizia-se "levar tampa".Como vês, uma expressão parecida.

E aquela miúda do vestido amarelo, ricamente "guarnecida pelos pais", protectores de aves de rapina indesejáveis, nunca mais te(vos) saíu do pensamento.
Pois... deveria ser mesmo uma brasa!

Voltarei de certeza para ler a terceira parte deste teu relato hilariante.

Ah!... quase me esquecia de dizer, que gostei muito das inovações radialistas neste blog!!!

Beijo

vsuzano disse...

aguardemos então o resto da valsa...


bom fim de semana, a dançar claro !!!

Pedra Filosofal disse...

Terceira parte?? tá dando baile!!!! eheheheh

Nunca fui fã de dança. Se tivesse nesse baile certamente iria dar mala a quem me convidasse (se, porventura alguêm se lembrasse disso - duvido!!!)

Até... à terceira (e espero que última)
Beijo

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Oliver, venho desejar-te um bom fim de semana!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Olá!! disse...

Aguardando....
Bom fim de semana Oliver
Beijossssssssssssssssss

Clarissa Barth disse...

Certo, fico esperando a parte 3! Dei boas risadas aqui, neste final de uma semana cheia de incômodo... que bom! Me admiro demais com as expressões idiomáticas baianas... eu, como gaúcha, não conhecia nenhuma... outro idioma! Acho que nunca ouvi ninguém falar do terno "caneta". Quanto à receita de salada, pelo jeito vais ter o ingrediente principal em estoque para experimentar... vale a pena! Obrigada pela visita, meu caro amigo, e por não perder a esperança pelo "fim do jejum"! Um beijo e bom final de semana!

Luíza disse...

Já é tarde menino, esse baile não termina nunca não é???
"Baila comigo, como se baila na tribo"

Teu comentário me fez pensar bem mais do que o meu próprio texto.
Acho que o meu grau de psicopatia está entre 1 e 2, mas isso não é sempre haha.
Boa Noite e beijos pra ti!

São disse...

Ainda não recomeçou o baile? que grande intervalo!
Feliz final de semana.

su disse...

Não conhecia essa expressão da "mala" e andava às voltas a ver se a adivinhava...ainda bem que apareceu mais à frente um equivalente seu! Por cá diz-se levar uma tampa, ou "grande corte"...por aí.
Achas que as futuras leitoras de V. Woolf não dançariam?! Pois antes de o serem se calhar agora ou nessa altura é que dançariam tudo! :)))
Curiosa para saber que se passa com a rapariga do vestido amarelo...sem ser os pais, claro! Se calhar já lê V. Woolf...ou Heidegger!!

Beijos em fio aqui da Teia.

Maria, Simplesmente disse...

Este seu blog é delicioso!... As descrições são maravilhosas, transportando-nos aos tempos da nossa juventude.
A descrição do baile, da garota do baile, da espectativa dos rapazes, em Portugal igual ao Brasil!...
Um blog que conta tanto duma época e de sentimentos e você chama "sobre nada".
Hoje, li mais e com mais tempo, pensando enquanto lia, o que nem sempre, por falta de tempo acontece, e dou-lhe os meus parabéns.
Pode crer é lindo o seu blog.
Maria

Sérgio Luyz Rocha disse...

Cadê a 3ª parte??????
A espero para dar desfecho ao meu pensamento e...necas...pois bem, vai assim mesmo...
Meu caro, naõ sei se as suas estórias são autobiográficas, não consigo situá-lo no tempo de modo a lhe dar uma idade. Se te referes aos anos 70 (alusões a Peter Frampton, por exemplo, aliás, nesses tempos o cara era o bonitão da vez, e cabeludo!! Não entendi como "cortaste" o cabelo como o dele, não terias "encaracolado"??..rsrs)já beiras o cinqüenta (que ainda não se reformou a ortografia), mas a foto que exibes é a de um moço de seus 25 anos...então fica tudo misterioso...adiante...
Este tipo de baile tem um jeitão anos 50 levado ao som jovemguardesco do anos 60, então só pode ser algo do tipo "de volta para o futuro"...o que me dizes??
Grande abraço!!

Crisfonseca disse...

Olá cronista Oliver
Ja disse e repito, seus textos é como uma viagem,fico a imaginar todas as passagens
Espero ansiosa pela parte 3
e obrigada pelas suas gentis palavras la no meus espaço, volte sempre la, vc é muito bem vindo
Beijos,
Cris

Krika disse...

Olá!

Em referência ao seu comentário no meu blog, acho que é ao contrário. Não sei pq, mas ultimmente tenho medo da noite. Ela representa algo que ainda não descobri, mas que me pertuba muito.

É impossível ler o seu texto e não associá-lo a palavra: nostagia. Resgate de velhos tempos, que na verdade nunca vivi, rs.

Beijo!*

Jofre Alves disse...

Vim ver se havia novo texto, para mim sempre um prazer. Desejo boa semana e espero a actualização, pela imensa saudade e nostalgia dos meus tempos vividos no Brasil.

Sunshine disse...

Oliver ... nada de novo no front??
Essa 3ª Parte está tardando, mt trabalho calculo. Fico esperando e voltarei mais tarde, porque é sempre um prazer vir visitar o condado mesmo sem 3ª Parte.
Beijo, meu e da Maria ... hasta la vista baby ...

Não tente me entender... disse...

Olá menino bonito...
Passei para deixar um beijo!
Fique com Deus!

Desambientado disse...

Esperava encontrar a parte 3.

Bom fim de semana.

lua prateada disse...

Eheheheh já pareço eu aqui há bem pouco tempo havia uma pessoa que falava comigo e eu só respondia eheheheheheh, até que desistiu de falar comigo ehehehe
E foi assim...no sorriso do tempo
Envelhecido pelo vento!...
Mas com cara feliz por perdurar
Que passei deixando o verbo amar...
e um lindo domingo.
Beijinho prateado com carinho
SOL

Rosamaria disse...

Bah! Vim pro baile e ainda não começou. Amanhã vou me atrasar de novo, pq tenho festa de família.
Bom domingo, cosquirídia!
Bjim.

comecardenovo disse...

Sé memso apra desejar um bom domingo!

BANDEIRAS disse...

Querido amigo,

Eita danado! Sou o comentário numero cem, não tem nenhum brinde, prenda, mesmo um bj?
abs

Sr do Vale disse...

Oliver!
Oliver!
Onde está você?

Venha, os convidados estão esperando.

(tadinho do Oliver, deve estar atarefado, então recomendo a releitura do BOM DIA SR. CAVALO)

Abraços.

Gata Verde disse...

Está demorando...quero dançar!!!

Beijocas e uma excelente semana para você

Tony disse...

e fico com uma raiva do cão de não poder ter tempo pra sentar com calma, e ler tudo =/... 2ª serie de posts já q não consigo acompanhar!

abraços!

Mary West disse...

Um blog q cheira a pó de arroz e naftalina. Agurado a parte 3 com meus sapatos de dança nos pés. =**

PS: O novo visual tá lindo demais!

Carol Barcellos disse...

Vim aqui hoje mais cedo, e tudo estava como antes. Vim um pouquinho mais tarde, e olha só: ficou muito legal mesmo!!! Ficou muito mais bonito! Amei as portinhas e janelas redondinhas, muito lindo, parece um conto de fadas; me fez lembrar das casinhas de cogumelos. Achei muito apropriado, porque essas imagens nos fazem lembrar infância, e aqui é um blog cheio de lembranças, não é mesmo? E, sim, completamente viciante... ;oP

Beijocas estalantes doces cristalizadas!!! Uma semana esplêndida para vc, darling-querido! :o*

Menina do Rio disse...

Aiiiiiii...Trocou de lado. Gostei da textura de papel no tom verde e da toca no Condado. Mr. Pickwick.

Só vim te deixar umbeijo pq minha conexão está intermitente e cada vez que tento enviar um coment ela vai abaixo com tudo

Ah...devo ter alguma vocação helenica. Quem sabe quero ir além de Homero...

tem uma feliz semana

Blue Velvet disse...

Já vim mais de dez vezes, desde 6ª feira visitar o condado e nada...
Vim há umas horas, nada.
Volto agora e tem novo layout, mas a 3ª parte da história nadica de nada.
Ficou lindo.
Amei mesmo.
Está com ar de livro de histórinha de criança.
Bem, volto mais tarde, mas acho que vou começar a cobrar bilhete, porque viagem intercontinental de avião, custa uma fortuna
Veludinhos azuis

Anabela disse...

Olá Olivier!

Adorei o novo look do blog;)

E, hoje, que é o aniversário de Sílvio Romero decidi oferecer-te palavras dele:

"Parlendas"

(Pernambuco)

Bão-ba-la-lão,
Sinhô capitão,
Na terra do mouro
Morreu seu irmão,
Cozido e assado
No seu caldeirão.
Meio-dia,
Panela ao fogo,
Barriga vazia;
Macaco torrado
Que veio da Bahia,
Pra dar taponas
Em siá dona Maria.

In: ROMERO, Sílvio. Folclore brasileiro: cantos populares do Brasil.


Beijoca ;)

Klatuu o embuçado disse...

A prosa está bonita, pá! :)

Brasileiro, além de mulherengo, é inconstante mesmo, sempre mudando tudo, seja chinelo de praia ou template de blog... :)

Abraço!
P. S. Tá trabalhando agora, meu velho...? é que não dá para comentar na postagem de cima. Te apura aí!

Amor amor disse...

x