Do Inferno - Parte 1

Sexta-feira, 16.05.2008

R
etirado para futura publicação em livro.

115 comentários:

lua prateada disse...

Xiiii Oliver por uma vez consegui ser a primeira eheheheh.
Bem não vou dizer nada já que é o melhor blog sobre o nada...eheheh
Não migo a verdade é que passarei mais tarde para ler...

Nas amarguras da vida
Há sempre um quê de nós
Que nos avisa, que nos diz
"Como és querida"!...

Mas tais palavras são suficientes
Para não me sentir perdida.
E assim por aqui te deixo um feliz
fim de semana e um carinho de amiga.

Beijinho prateado
SOL

Teté disse...

Bom, facto é que tive de ir ao dicionário ver o que era cacoete e víndice. Não fiquei muito convencida que cacoete fosse um mau hábito, pelo texto parece mais um tique. Víndice deu-me logo ideia daquilo que era, foi mais para confirmar...

Então desta vez temos um policial? Hummm... cá por mim sou fã incondicional! De Agatha Christie, Earl Stanley Gardner, Rex Stout, Simenon, a Patricia Highsmith, sem esquecer sir Arthur, entre outros mais esporádicos, passei horas incontáveis perdida nos seus enredos. E assim com ar de CSI de outras épocas, ainda tem mais piada!!!

Jack o "Estripador" existiu realmente, o assassino de prostitutas nunca foi encontrado, daí as inúmeras lendas que surgiram posteriormente, muitas delas fruto de imaginações mais delirantes...

Excelente texto, como sempre! Volto para a semana e vou seguir o teu conselho: evitar ruelas mal-iluminadas... :)))

Até lá, boa semana!

Beijocas!

Яoьεяτα disse...

Eu não sei se eu espero o fim da estória eu se eu te mato antes...
Não sabe que não se pode deixar uma mulher curiosa??? Que mania feia...

Bjs

BlueVelvet disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BlueVelvet disse...

iac, Iac, iac
aqui já é bem tarde, mas não há perigo uma vez que parece que o Jacob só gosta de orelhas de meretrizes!
Este não me mete medo.
E caro Dr. das Letras, deve ter muitos amigos advogados: com que então réplica e tréplica!!!
Quanto à escolha do Víndice há uma enorme polémica àcerca do que o termo quer dizer:O campião, o protector ou aquele que pune( o vingador).
Provavelmente aqui, será essa a intenção.
Texto primorosamente bem escrito, cá fico esperando a continuação.
Bom fim-de-semana e beijinhos e veludinhos azuis

Ps:o comentário anterior era meu, mas saiu com um erro ortográfico, pelo que o apaguei.

Nadezhda disse...

Estou gostando bastante do tipo de conto que anda postando!

(Gosto de ler história que envolvam serial killers. O filme do Inferno também é bem legal).

;)

Renata Cordeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pin gente disse...

olá oliver
desta vez andei a ouvir as suas composições de jazz. gostei muito!
voltarei para ler, com tempo e calma, os dois últimos posts.
obrigada pelos seus comentários
ficou zangado com os meus conselhos? eram mais... propostas!
um abraço
luísa

Sunshine disse...

Boa tarde Oliver, ontem já não deu para esperar mais, agora venho te dar ou olá e ler seu post.
Volto depois, até lá um bom sábado ;)

Crisfonseca disse...

Caro Oliver,
Como aprecio teus textos , tua escrita, como é bom viajar pelas tuas palavras , sempre que venho aqui me encanto, me enfeitiço pelos teu contos.
Respondi tuas perguntas sobre meu trabalho la no meu blog( se vc tiver mais perguntas ou quiser saber mais um pouco da minha arte, tenho este endereço no gmail, cristifonseca@gmail.com) e muito obrigada pelas palavras pela visita, adoro ter vc la.
Super beijos,
Cris

Menina do Rio disse...

Como dizem os adolescentes por cá - Sinistro! Imaginem se o Jacó resolve dar uma voltinha em São Cristovão á noitinha, ali entre a via férrea e o Horto! A polícia carioca ia ter trabalho para anos!

Um beijo

O Sibarita disse...

kkkk Esse Mr. Pickwick é mesmo muito do retado, é pau para toda obra, faz o blog e sua concepção, etc, etc...

E ainda alimenta uma disputa da zorra para ver qual chega primeiro para postar o comentário. Ai Deus! kkkkk

O texto e nunca é demais lembrar como sempre excepcional, agora, enveredado pelos contos policias a lá Rex Stout ou Agatha Christe.

Muito bem alinhavado prende os leitores do inicio ao fim!

Sei não... kkkk Mas, o seu conterrâneo Hélio Pólvora que se cuide, né não? kkkk

Abraços,
O Sibarita

Renata Cordeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jofre Alves disse...

Um texto de grande qualidade literária, um sopro que se lê de fôlego e supetão. Cheio de referencias históricas, uma mais valia. Fico sobejamente impressionado, meu caro. Boa semana, com tudo de bom.

Pipilo Cazuzete disse...

Fiquei ansioso pelas próximas partes, uau, você é bom! escreve logo porque estou só expectativas! abraço.

Nadja Reis disse...

Esse seu texto me lembra muito sobre a história do assassino Jack,o estripador,gostei dele,muito bem feito!Ah,e obrigada pela visita ao La vie en rose! =)

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Oliver, acabo de passar pelo blogue da Martha Barbosa e agora dou com este conto, também de arrepiar... O texto está perfeito, dentro da tua linha de escrita! Gostei... Bom fim de semana!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

herético disse...

Credo, abrenuncio!... não serás tu o Príncipe do Ar das Trevas?!...

sabes latim, tocas guitarra e conheces a cabala! suspeitíssimo...

abraços

Maria Clarinda disse...

E fizeste-o muito bem!!!!
Dá arrepios...mas está optimamente bem escrito.
Fico a aguardar a segunda parte!!!

Não ,não estou de férias!!!(rs)
Jinhos mil

Beto Mathos disse...

Escrita perfeita, coesa, arrepiante. Aliás, mascas suas.
Que venha a Parte 2.
Abraço!

f@ disse...

Olá... mas quando começa e acaba a sua história no dia...lol...
à espreita do perigo final em ruas escuras... ufa que medo... beijinhos de nuvens cinzentas....

PiresF disse...

Uma primeira parte muito british. Escusado era, pores o português na berlinda.
Mas mesmo com esse senão, está uma delicia.
Veremos como o “sherlock” desvenda o mistério. Eu já desvendei o de alguns termos que utilizas, mas com recurso à Net e ao dicionário. Só assim.

Abraço.

PiresF disse...

PS: Finalmente, Portugal ratificou o Acordo Ortográfico. Foi esta sexta feira (já posso escrever sexta feira sem o hífen). Eheh!

Luisa disse...

Fiquei arrepiada mas interessadíssima no resto do conto policia de que gosto tanto. Mais a mais falas num português como o principal suspeito. Mas um português chamado Jacob???Não conheço aqui ningém com esse nome. É um nome judeu.

Manuela disse...

Então agora dá-lhe para o suspense?
Jacó o Estripador?
Ahahahah.

Porreiro pá!

Como diz o 1º ministro de cá.
Como sou contra o acordo ortográfico escrevo Sexta-feira com hífen.
Manuela(a louca)

Lusófona disse...

Eu não verifiquei o nome Jacó no alfabeto, mas se o dizes... ;)

Um serial killer baiano?!... bom, também entre os mansos há sempre um ou outro mais arredio.

Excelente texto Mr. Pickwick!!

Beijinhos

p.s. gostei do novo template :)

São disse...

Meu bom amigo, lhe ofereço dee coração a vinheta "O Papa Condena Este Blog", que tenho na minha barra lateral direita.
Bom domingo.

GAMNAA. disse...

és um espanto !

olha,
É preciso "cultivar" "preservar" a cultura portuguesa ! Torne-se Amigo/a do MNAA (.. a sério!)

....................

Claudinha disse...

Meu Deus, o clima está ficando obscuro. Tudo está cheirando a fog e ruas mal iluminadas. Algo de Holmes, Hannibal e personagens de Jorge Amado (meu querido...)... Vou conferir o final ...
Beijos!

Renata Cordeiro disse...

Rapaz, vc escreve ben para caramba! Tem alguma coisa publicada ou fez um blog para publicá-las. Sou tradutora e como já traduzi mais de 500 livros em 16 anos, posso fazer meus projetos pessoais, gozando dos direitos de autor. Já fiz muita coisa que queria, mas na hora de pagar os direitos autorais, os editores são uns cocos. EStou movendo ação contra um que me deve mais de 100 mil pilastras e ele ficou coo único livro de minha autoria preso na editora, porque já me havia dado um adiantamento. Essas dores musculares que andam pelo meu corpo são somatizações desse processo estressante.
Mas, voltando à sua pessoa, tente publicar e se já o fez, eu quero ver.
Beijos açucarados da

Krika disse...

Caramba Oliver, essa história é sua? Muito interessante o enredo, prende o leitor até a continuação. Por acaso você é ecritor (digo, já escreveu um livro?). Realmente gostei muito da história.

Super beijo!*

PS: Na verdade não esqueci o último verso da canção, que por acaso tb é o primeiro -foi proposital- mesmo, rs. Fico lisonjeada por sua visita.

gabriela r martins disse...

antes de comentar o seu texto ,uma brevíssima explicação sobre o blogue - nas margens da poesia .de facto ,foi criado para divulgar a III Bienal de Poesia de Silves [nas margens da poesia] que decorreu ,nesta cidade do sul de Portugal, no fim de semana de 25 de Abril .mais concretamente, nos dias 25, 26 e 27 de Abril .não me limitei a participar .fui, essencialmente ,a sua organizadora ,como das duas anteriores e, se estiver viva, serei da quarta ,daqui a dois anos .passada a Bienal ,o blogue abriu.se a todos os que na mesma intervieram ,e ,a partir de então ,passou a ser um espaço plural onde todos os Poetas ,Fotógrafos ,Jardineiros/Filósofos ,Cineastas ,Mini Ficcionistas ,Músicos ,Pintores ,etc., etc., têm a porta aberta .é um local muito especial feito por gente muito espcial ,onde ,se quiseres ,também podes colaborar ...

ainda antes do meu comentário

não me trates por Ms porque não o sou .o meu nome é ,tão só ,maria gabriela - mas ,na Associação Portuguesa de Autores e outras associações afins ,conhecem.me por - gabriela rocha martins [ em minúsculas ... manias de poeta!!!!!!!!!! ] por isso ,trata.me como tal .certo?

agora o comentário que se impõe

um novo conto cheio de subtileza ,muito ao gosto dos nobilíssimos policiais do séc.XX .aguardo ,com a curiosidade espicaçada ,pela II parte.
até lá,


.
um beijo

Chama Violeta disse...

Olá "miguito"! Por isso que escrevemos em nossos blogs, para que tenhamos muitas opiniões diferentes em relação ao post.
Como já te escrevi antes: eu tenho uma visão da vida, do Universo, etc...de acordo com o que experimento hoje.Mas respeito cada "ser amigo", que discorde comigo.Somos livres na nossa concepção de liberdade de expressão!
Respeito todas as religiões, raças e cores,vejo apenas seres encarnados em corpos físicos, buscando suas respostas e caminhos!
Gosto muito de tuas visitas e de tuas mensagens e espero que continues a me visitar!
E gosto desta tua luz e energia interior!

Beijinhos violeta e vamos concordando ou discordando uns dos outros, só assim aprenderemos mais!

Clarissa Barth disse...

Puxa vida, amigo, divulgando manual de caça às bruxas? E se alguém se impressionar e quiser aplicar novamente os métodos de tortura? Tudo isto é um baita preconceito contra a bruxaria. Mas o texto está ótimo! O problema é esperar 1 semana pela próxima parte... (A parte de comer a orelha não me apeteceu nada, mesmo sendo gaúcha e já tendo comido quase todas as partes de um boi, coisa normal nos pampas). Ah, respondendo a tua observação: quando escrevi "uma chef inglesa" fiquei rindo desta idéia absurda e vejo que tu também pensaste o mesmo. Muito bom! E quero saber se REALMENTE fizeste o salmão.

Aguardo a continuação da história!

beijo,

Filoxera disse...

A pesquisa foi boa, mas a redacção foi ainda melhor.
Beijos.

jo disse...

Esperamos pelo desfecho com todo o interesse. abraço

Martha Barbosa disse...

Caro amigo, adorei esta sua postagem.Adoro seu geito de escrever, sua história ficou mil fezes melhor que a verdadeira. Volto a te visitar. beijos

Sunshine disse...

Olá Oliver.

Seu conto está cada vez mais arrepiante .... e aliciante.

A referência a Tomaz de Torquemada remeteu-me para um livro que muito gosto "O nome da Rosa" de Umberto Ecco.

Enfim, espero o fim desta aventura horripilante, mais uma surpresa vinda de quem inciou um blog pressupostamente sobre o nada (risos) e que nos vem surpreendendo com tanta e tão eclética cultura.

Quanto ao seu coment de há pouco, lamento que não possa ver a página como ela é, apesar de falar que já há 30% de utilizadores do firfox, aqui, na Europa o mais utilizado ainda é o Internet Explorer.
Quanto ao cursor "bonitinho", uma amiga brasileira, de S. Paulo, disse-me que bonitinho é feio-arrumado (risos). Voltas que o português dá ...
Voltarei pata explorar com vagar as informações nos links anexos ao post. É sempre um prazer acrescentar mais informação especialmente vinda de si.

Ficaria mais tempo, mas dado o adiantado da hora (meia-noite) e como amanhã é dia de trabalho, vou indo, volto sempre e com prazer.

Beijo e como diz e eu gosto ...Let The Sunshine ...

Sunshine disse...

para* corrigo (é do sono) hehehehe
mais um bj e boa noite.

evipensieri disse...

Oi Oliver.

Obrigada pela visita. Eu também costumo vir aqui mas geralmente não deixo comentários...

Seus textos são ótimos.

Bjs.
Elvira

Rosamaria disse...

Este é o Mr. Pickwick!!!! Bom sempre!
Bjim.

Lu disse...

Oliver, se ela encomendar, me esforçarei sim!
Que macabro esses textos!
Vou logo embora, para dormir a noite.
O ente me arrepiou ...Esse não leio, nem que a vaca tussa!!!
Beijos!

Um Momento disse...

Já vou a meio:)))))
Agora vou buscar um cafezinho:))))))))
( cada vez que venho para a tua beira é para passar a noite mesmo:D)
Até já

(*)

SAM disse...

Meo deosssssssssssssssss...tric tric tric...Deu medo até da sombra. Mas fiquei abraçadinha com tio Josias.

Beijos Oliver!

Lord of Erewhon disse...

Protesto contra esta aleivosa violação do Acordo Ortográfico! LOL!!

O conto fez-me lembrar muita coisa boa, nomeadamente a técnica de convencer o leitor através de factos forjados, como cartas, etc, que Poe, Doyle, Lovecraft tão bem usaram.

Numa homenagem a uma personalidade de cá, escrevi esta homenagem insólita.

Abraço.

Um Momento disse...

E ... vamos lá a ver se estes crimes são desvendados:D
Fantástico!
Agora sim, olhando para todos os lados vou indo... ai... será seguro?:D

Beijo!!!!

(*)

Sil disse...

Hummmm...Assustador!!!
Gosto muito do nada que tem no teu blog...(rsrs). � o que h� de bom!!!!!
Boa semana!!!

Sunshine disse...

Olá, Boa madrugada.
Devo ter pego concerteza. devo dizer que apreciei o termo.
Terá razão em relação ao uso do Firefox, mas tanto quanto sei pelo menos na minha roda de amigos não é usado.
Insone devido a uma alergia incomotadiva e irritante, este coment despertou um sorriso. Muito me apraz a atenção dispensada.
Com um beijinho ... uma boa noite para si ... bonitinho :)

Lampejos disse...

Oliver,

Uma história Forte...Arrepiante!.. Tu tens muita agilidade com as palavras, montando uma trama que prende o leitor e o deixa sem fôlego até o último minuto.

Desejo-te, força poética, na longa estrada da literatura.

PS..:Confia no amor ele te provará que é verdadeiro.
Cabe-te ainda, olhar o mar...,mas olhe de uma outra varanda.


(a)braços,flores, girassóis :)

isabel victor disse...

Abraços * Flores


Grata pela companhia ...



iv*

Paula Crespo disse...

Versátil, Oliver: agora é a vez de um policial :)
Citando-o, Ao lidar com criminosos de inteligência acima da média (...), faço a adaptação necessária:"blogers com inteligência acima da média". É o seu caso, obviamente.
Beijos!

Andreia do Flautim disse...

Uma boa semana para ti!

Renata Cordeiro disse...

É SÓ VC DEIXAR O MOUSE CORRER QUE VC ACHA.
BJ,
RENATA CORDEIRO

Renata Cordeiro disse...

ESTÁ DEPOIS DOS CLIPS DE TRISTÃO E ISOLDA, A PRINCESA PROMETIDA E STARDUST. VEM LOGO APÓS O ÚLTIMO DESSES TRÊS.
BJ,

Renata Cordeiro disse...

Que bom que vc vai publicar, porque merece!
O poema a que eu me referi está no meu blog e não no seu.
Um beijo,

Mila disse...

Nem sempre as coisas fazem sentido meu caro... e eu nunca prometi que elas fizessem... faço o que me é permitido... dentro da interpretação que tenho daquilo que penso... quando não vem o mundo e muda tudo no meio... ou vem alguém e enxerga algo que eu nem tinha visto que estava bem ali na minha cara... Isso é o Metaforas de Mim...
Beijos Mila

Gerlane disse...

Surpreendo-me sempre com a tua versatilidade, Oliver. Um conto com um tempero baiano de suspense e horror, só para um exímio escritor como tu!

Uma ótima semana!

Beijos!

Rodrigues Bomfim disse...

Excelente texto como sempre. Gosto muito desse tipo de texto...Muito bom, Parabéns!
......
Mestre Oliver,
Sobre teu "PS" na minha poesia "O tronco de Jessé":

A Imprensa notificou que o Vaticano criou “novos pecados capitais”. Não é bem assim. O que aconteceu?

Em entrevista ao jornal do Vaticano “L´Osservatore Romano”, o responsável pelo Tribunal da Penitenciária Apostólica, monsenhor Gianfranco Girotti, abordou outros pecados do mundo moderno, no contexto da globalização: manipulação genética, o uso de drogas, a desigualdade social, a poluição ambiental, pedofilia, entre outros. Em nenhum momento, ele falou em, “Pecados Capitais! Quem fez essa referência foi a Imprensa por sua conta.

A Igreja, ensina que os piores pecados são aqueles que ela chama de “capitais”. Capital vem do latim “caput”, que quer dizer “cabeça”. São pecados “cabeças”, isto é, que geram muitos outros. Assim como, por exemplo, a capital de um estado ou de um país, de onde procedem as ordens, as decisões e comandos. Da mesma forma, desses pecados “cabeças” nascem muitos outros. Por isso, eles sempre mereceram, por parte da Igreja, uma atenção especial. São sete: soberba, ganância, luxúria (impureza), gula, ira, inveja e preguiça.

Na verdade, todos esses pecados cabem bem na lista antiga dos pecados capitais, pois eles podem ser desdobrados em muitos outros; inclusive nesses citados pelo monsenhor Gianfranco. Contudo, ele apenas desejou deixar mais explícito a gravidade deles.

Forte abraço,
Boa semana

impulsos disse...

Oliver, sempre a surpreender com os seus escritos.
Desta vez mais um conto daqueles de deixar os olhos bem arregalados e as orelhas em pé!
Pelo sim e pelo não, mais vale deixar a porta bem trancada e se possível, com o velho guarda loiça encostado a ela...
Não vá o Diabo tecê-las.

Voltarei para ler o resto, disso podes ter a certeza absoluta!

Beijo

a casa da mariquinhas disse...

Passei, parei, e continuei parada até ao fim do texto. Não consegui fazer intervalo...
O texto é óptimo! Parabéns.
Vou voltar, é claro!
Bjs
Mariazita

Noslen ed azuos disse...

Temos ai um ‘serial quiler’, sim já muito importante e misterioso...mas a novidade agora é quem escreve, e vindo de tu Oliver “tudo pode acontecer”, estarei havido pelo desenrolar. A maçonaria que se cuide!

Abração
NS

D.Antónia Ferreirinha disse...

Mais um excelente texto, embora que longo como todos os outros.
Beijinho e boa semana.

Clarissa Barth disse...

Ufa! Obrigada pelo esclarecimento, fiquei bem mais aliviada! ;)

Um beijo e boa semana!

isabel victor disse...

suspensa no fios da tua prodigiosa imaginação ...


:))


Bj* O.P.


iv

Å®t Øf £övë disse...

Pickwich,
És um verdadeiro mestre na arte da narrativa, e da ficção. Fico curioso a aguardar o desenlace deste verdadeiro thriller.
Abraço.

Renata Cordeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Cordeiro disse...

Acúçar, com acento, para dar ênfase ao melado.
Bj,

jasmimdomeuquintal disse...

hoje vim só dizer olá. Amanhã venho ler...

hora tardia disse...

a.s.s.u.s.t.a.d.o.r.!!!!!
________________.



no fio de uma intriga de claros/escuros.

.


espero.

o fim.


terá????

.


beijjjjjjjjjjjjjjjjjjjo-O. em formato "jazz".

* hemisfério norte disse...

CREDO!!!!
ESTOU LAPIDIFICADA. COM TANTO MEDO Q VIREI ESTÁTUA. NEM NA MINHA PACATA CIDADE DE 30.000 HABITANTES VOU ATREVER-ME A SAIR Á NOITE.
BJS
A.

Renata Cordeiro disse...

Se gosta tanto da Idade Média, por que não lê os posts sobre a comparação da História de Tristão e Isolda e Lancelot e Guinevere, Do Romance de Tristão e Isolda, do Lancelot e Guinevere, a crítica que faço ao filme Tristão e isolda e o clip que pus do filme?
Mas, pensando bem, é muita coisa! Se quiser fazê-las, as faça aos poucos.
Beijos,

vero disse...

Olá meu amigo, obrigada pelas tuas simpaticas palavras :)
estou de volta e com mais um excerto do meu livro :) vai visitar-me ;)

Beijos mil ***

~pi disse...

o que eu não daria para

receber uma carta escrita

com... sangue!!

riiiiiiiios de

s

a

n

g

u

e


que arrepio!

que torpor!

que intranquilidade!!

ai...não ui, ai... :))

[ ai

Grazi Sperotto disse...

Nossa senhora! Que medaaa!
Não sei porquê mas cuido por onde ando agora, principalmente quando tá escuro, hahaha...
Esse teu lado macabro eu não conhecia, e vc consegue relatar com tanta realidade que por vezes acho que é real (daí o medo! hehe)
Aguardo a continuação...
Sobre meu post, realmente deixei o foto do meu filhote lá por uma semana, mas não foi de propósito não, tava sem tempo e sem inspiração pra postar...
Beijão!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Oliver, passei para reler-te, agora não me assustei, digo-te só; Súblime... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Renata Cordeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
com senso disse...

Parabéns, tem um blog fantástico e a sua escrita é fluida, bela, muito... mas mesmo MUITO bem construída.
Abraço de Lisboa

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Olhando assim, parece-me um caso de psicose. Mas aguardo ansiosamente o resultado final.
Meu amigo lindo, se tudo que escreve aqui, é sobre coisa nenhuma, quando for escrever sobre alguma coisa, me avise, pra que venha com bstante tempo.
Adoro tudo que aqui leio.
Beijos

Krika disse...

Não é literatura.

Maria Laura disse...

Credo, por aqui já cheira a fumo... ou são as chamas do inferno ou algo esturricado!!! :)
Pronto, precisamos dum qualquer Sherlock Holmes e ele arranja um antropólogo! Vamos ver no que isto vai dar... :)

Disguiser disse...

Uau, estiloso! Conto gótico, expressões a caráter para a trama, expectativa hummm e ainda referências super significativas.

ah moço de Deux Chevaux...

Flávia disse...

Number one: fiquei dando pulinhos aqui quando li que vc vai publicar o conto do post anterior. Quero o meu livro com um autógrafo, tá? :))

Number two: eu AAAAAAAAAMO essas histórias passadas em cenários lúgubres, sombrios, e esse seu é uma deliciosa mistura de Conan Doyle e Agatha Christie. Fico imaginando finais... e minha mente já tá trabalhando na tentativa de decifrar o final da sua narrativa. Será que consigo?

Beijão!

Chama Violeta disse...

Olá miguito...Também te escrevo: Você vai ter que me aguentar!
Segue teu coração e tuas convicções, aí estará a tua verdade!

Jinhos violeta para ti!!!

Renata Cordeiro disse...

Lindinho, boa noite. Não se esqueça de ir ao meu blog dar uma olhada num poema que eu traduzi. Está na seqüência do El Desdichado.
Bjs doces,
Renata

Rafeiro Perfumado disse...

Acho nojento criminosos que comem orelhas humanas... é que aquilo está cheio de cera, blergh!

Miosotis disse...

Amigo 'Pick'!

Eu fico encantada e 'pasmada' [espero que conheça o vocábulo ;)] perante tal criatividade prosadora! Interessantíssimo!

Sinceramente, admiro-o!

E depois, tem uma faceta de divulgação cultural que muito prezo!

Tomás de Torquemada, já conhecia! Nefasto e predador de almas!
'O Martelo das Bruxas' ... esse desconheço! 'Va de retro' semelhante manual ;)

Quanto à linguagem arcaica ou 'palavras em desuso' como queira chamar... mais um factor positivo na sua veia de prosador e de divulgador!

Um beijo,

... ah! Sensibilizada pelo seus olhares amistosos em 'fragmentos'!
;)

Renata Cordeiro disse...

Oi, Lindinho:
Vc leu tudo mesmo. Como teve paciência? Quanto a Lancelot, Guinevere, Tristão e Isolda, tirei tudo o que escrevi da obra de Thomas Malory Le Morte D´Arthur, do seculo XV, escrito em Middle english. É o maior clássico sobre o ciclo arturiano, mas não é o único, haja vista os livros que vc leu.
Beijos doces,

BANDEIRAS disse...

Uau !!! estou gostando !!!!
Quero ler o final.....logo !!!!
Fiquei curiosa !!!!!
Bjs

cassamia disse...

está tão bonito o teu blog mr.oliver e as tuas histórias são como sempre absolutamente fantásticas :)

Lyra disse...

Mais uma vez, e para variar (risos), foste simplesmente genial!

ADOREI!!!

Ah e...prometo só caminhar por ruelas bem iluminadas.

Beijinhos e até breve.

;O)

Renata Cordeiro disse...

Meu amor:
Não sei se te falei, mas estou traduzindo o libreto da ópera Tristan und Isolde de Wagner, o que já está quese pronto. Mas resolvi fazer um maldito dossiê com toda a tradição tristaniana já li 270 livros, agora só faltam 30, não agüento mais inclusive com O Romance de Tristão em prosa, em que TRistão se torna um cavaleiro da Távola Redonda. Os relatos sobre TRistão e Isolda remontam ao século XII, de que só nos chegaram fragmentos. No século XIII é que fizeram obras completas, mas todas em versos. No primeiro amo do século XX, Joseph Bédier pegou vários fragmentos e trechos de obras, fez uma colcha de retalhos a intitulou O ROmance de TRistão e Isolda. Desprezou os relatos da Noruega, que são medivais e muitas outras obras. Estava impregnado do espírito do século XIX, o positivismo, tanto que tirou dos fragamentos e relatou tudo o que pudesse chocar as ociedade do fim do século XIX e do começo do século XX. Mas esses posts não são nada, nem vou inclui-los no Dossiê. Obrigada por ler e dar a sua opinião.
Beijos adocicados,

Anônimo disse...

mt bom gostei, ainda mais q no inicio ja fala ad policia e tals e meu ultimo texto foi sobre um policial ehauehaueh
q acha de ler meu blog e particpar por lá? vai ser bem legal sua visita, voltarei aqui depois...
bjs
www.carolbonando.blogspot.com

Renata Cordeiro disse...

Querido:
Postei um agradecimento a todos que me visitam. Vá là:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata Cordeiro

Krika disse...

Obrigada pela solidariedade Oliver! Tenho fé que tudo vai ficar bem.

Ficdo feliz pela notícia, serei sua leitora. Você tem tudo para fazer sucesso, escreve como ninguém.

Boa sorte sempre! ;*

Sunshine disse...

Boa noite Oliver.
Passei apenas para deixar um beijo e uma boa noite.

Lampejos disse...

Oliver,

Relendo-te com uma mistura.

Acalentada...fico eu com tuas palavras juntos as minhas.

Bom feriado com flores amor poesia pra ti e para..
“boa gente do teu condado” – ehhehe!Não resiste!:P)



(a)braços, flores, girassóis :)

Renata Cordeiro disse...

Por que não foi me visitar ontem? Vi que o recado está aqui. Fiquei triste.
Renata

Casemiro dos Plásticos disse...

conto estilo gótico, bela trama aqui montaste. paarbéns.
abraço e continuação de boa semana.

São disse...

Se me deres o gosto de aceitar, tens um regalo para ti em minha casa!
Feliz feriado, amigo desse lado do mar.

Renata Cordeiro disse...

A única explicação racional que acho para vc não ira ao meu blog é o feriadão. Espero que seja isso.
Renata

M@ri@ disse...

Meu doce amigo
Deixas nos sempre ansiosos por saber o final...
Se tiveres uma planta
tens de cuidar dela!
Porque o tempo passa...
E a planta está sem agua e abandonada...
Perde a razao para viver...
Assim é os amigos!
Temos de lembra los que foram esquecidos...
Ainda que a distancia se faça sentir.
Aqui estou eu para regar a minha amizade!
Desejo te um lindo dia.
Deixo te um beijo doce
M@ri@

Oliver Pickwick disse...

Prezada amiga Renata Cordeiro:
Infelizmente não tenho o tempo que gostaria, para visitar diariamente a todos os amigos que chegam ao condado. No entanto, retribuo a todas as visitas.
Estou certo de que compreenderá a impossibilidade de tal missão, a qual, seria motivo de grande satisfação da minha parte.
Um beijo!

Gata Verde disse...

Quando li o titulo pensei fugir...mas depois não resisti a ler!

beijinhos

Å®t Øf £övë disse...

Pickwich,
Amanhã volto para ler a continuação.
Abraço.

un dress disse...

gostei muitíssimo
do ponto de
vista antropológico:

tudo o que é invisível ( ou quase! :) ) é sempre o mais importante!

quanto a ruelas mal iluminadas,
das que fazem sombras fantasmagóricas

(uuuuuuuuuuuuhhhhhhhh : : : )

e alminhas penadas inidentificadas
pois são as minhas preferidas,
oliver!

é,é, são essas! :)





~






beijO

Kênia Garcia disse...

"Conservado nos espíritos do vinho"

Saudades daqui...

Beeijo!

sp disse...

Muitíssimo interessante!
Prometo passar por aqui muitas vezes.
Um abraço...

AnaLua disse...

Muito bom, seu moço, muito bom! Eu tenho uns contos de suspense também arquivados, ainda não tenho coragem de mostrar.

Beijos enluarados!

isabel mendes ferreira disse...

:) venho. de um "purgatório"....amável q.b.

____________________.

deixo um abraço.

de "gesso" suave.



olá Escritor!

isabel mendes ferreira disse...

:) venho. de um "purgatório"....amável q.b.

____________________.

deixo um abraço.

de "gesso" suave.



olá Escritor!

Ju disse...

o conto é delicioso (apesar de macabro, hehe!) e seu conhecimento e habilidade com as palavras me deixam admirada!
beijos, querido. sou fã, viu?!
;-)

Madalena Barranco disse...

Oliver, querido "menino" do condado das surpresas!

Eu adoro histórias de ficção fantástica com sabor de realidade, onde em determinados pontos fico em dúvida se tudo aquilo é real... Você combinou um pouquinho dos clássicos, acrescentou ingredientes Oliver e temperou com seu estilo Pickwick!! Huuum, eu acho que esse antropólogo pode saber mais do que diz... Vou ao outro capítulo!

Beijos.

cõllybry disse...

Querido amigo...O anjo não a lua sim...Todos temos um inferno bem dentro de nós...como comentar os Teus escritos que até comovem...escritor belissimo és...

Bjca doce

Nogs disse...

Grrr...

Sangrento, querido Olivier...

agora aidna fiquei mais medricas em andar sozinha pelas ruas de Barcelona...

Beijoooo

su disse...

Vou querer comprar!!!!!!!!!!!