A garota do baile - Partes 3 e 4 (Final)


R
etirado para futura publicação em livro.















125 comentários:

Maria Clarinda disse...

Adorei...perdi-me momentos mágicos a ler com sofreguidão e interesse os teus posts...linda a história.
Jinhos mil

Teté disse...

Ah, Oliver, excelente, como sempre!!!

Já aqui tinha vindo espreitar para conhecer o final da história - há coisa pior que não saber o fim? - olha, afinal estavas a mudar de "visual"... Do qual também gostei!

Essa "eleição" das cinquentenárias também me deu vontade de rir. Sim, como é que sabias que iriam ser eleitas?!!!

A garota, coitada, levou o tal "chá de cadeira" tão temível quanto a dita mala, mas vá que arribou!

Já essas rivalidades entre vizinhos de cidades próximas é algo que ainda hoje me espanta, mas vulgarizou-se, até entre adultos...

Bons amigos esses, que puseram o Pavão "KO"! Mas se houver parte 4, podes estar certo que cá virei para a ler... :)))

Jinhos e boa semana para ti!

Disguiser disse...

Menino do baile, de casa nova, bela decoração, gostei muito!
Quanto às referências esse baile tá um show, com tanta gente boa convidada, hummm...Nesses intervalos fico aqui no canto e ninguém me convida pra dançar, será q é por causa dos óculos fundo de garrafa? Ou será pq todo mundo já sabe q piso no pé? Ou será aquela história do pão velho... ah menino, o jeito é ficar aqui só de olho nesse baile.

beiJo

Lyra disse...

Hoje não me apetece comentar..., apetece-me apenas deliciar-me e guardar só para mim todas as emoções que saltam da tua escrita.

Beijinhos e até breve.

Egoísticamente (risos), Lyra

;O)

Olá!

Lyra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AURORA ( LOLA ) disse...

Ah, Oliver, excelente, como sempre!!!
E pelo que li acho que na dita capela deve de ter acontecido o que será que você se casou, bem vou me despedir daqui para ir ler a outra parte.




bjs

f@ disse...

às vezes da mala ( se fôr mala de mágico) sai a tal princesa ...Uma parte 4!!!... imaginamosós... nós .
Novo visual no condado... bem bonito ...

Beijinhos da nuvens

Chama Violeta disse...

Hum...só passo aqui para deixar-te um grande abraço e muuuuiiiitttooooosssss beijinhos violeta!
Vou imprimir para ler td com calma, posso?
Ótima semana amigo...Fica bem!

Sérgio Luyz Rocha disse...

Ah!!! muito bem!!! Em meio à arrumação da casa, o desfecho...
De fato tens aquele poder de retenção...devorei estas partes, acredite-me em menos de cinco minutos (faço sempre uma leitura dinãmica de tudo que me chega e depois retorno para os devidos flagrantes)...sei que entre tantas alamedas e ruelas que a literatura impõe ao caminhante, constaste uma estória de cada garoto adolescente...tímido, vulnerável e finalmente tão feliz...
(só pra constar: a música Alegre menina é uma parceria entre Dori (não sei se o pai ou o filho) Caymmi e Jorge Amado...que Djavan cantou divinamente, aliás, a úsica faz parte da trilha sonora da novela (clássico) Gabriela)
Parabéns!!

maria josé quintela disse...

o que eu me diverti neste baile Oliver!



um beijo.

maria josé quintela disse...

ah, já me esquecia de lhe dar os parabéns pelo novo visual. ficou bonito.

Blue Velvet disse...

Já elogiei o novo visual.
Quanto ao texto, está demasiado bem escrito para uma pobre blogger como eu o comentar.
Assim, guardarei para mim o prazer que me deu lê-lo e a si, só direi:
do melhor que já escreveu.
Parabéns e veludinhos azuis

Sunshine disse...

Visual novo Oliver!!! que lindo .. até nem li o final tal foi a pressa e te dar os parabéns pelo visual.

Vou ler com a calma que merece e voltarei depois.

Bjinho e o verde fica-te bem dear Oliver ...

Sunshine disse...

Que bom oliver, dançou com a mocinha de amarelo pálido, fiquei torcendo toda a semana para que isso acontecesse. Enfim ... tudo está bem qd acaba nem ... ou não acaba?? 4ª Parte ... Hummmm .... casamento com a T. Será??
bjinhos mts (onde está o link para o my space??)
gosto de ir ouvir suas musicas

Sunshine disse...

bem*

Crisfonseca disse...

Olá Oliver,
Será o que ocorreu neste altar!!!!
Seus textos são charmosos, criativos e encantadores.
Qualquer dias desses vou me arriscar e desenhar as senas descritas, salões , moça de vestido amaralo e dona do sorriso que te encantou. Adorei
Bjs
Cris

Manuela disse...

Hummm que será que se passou no altar...
Adorei a história.
Está mesmo um bom contador de histórias.
Será que os netos um dia vão ler?
Espero que sim.
Com todo esse trabalho ainda teve tempo de mudar o blog.
Está lindíssimo verdinho.
Também gosta de Lord of the ring?
Eu adorei.

Beijo

Manuela

Rosamaria disse...

Uau! Que casa linda! Parabéns! Por isso o baile atrasou, mas valeu a pena.
Eu sabia que não ias deixar a moça fazer croché até o fim e que ela não daria carão. Teus amigos foram decisivos e eu sofri até chegares a ela.
De novo as lembranças: a 1ª vez que fui ao consultório do meu futuro marido estava tocando Moon river e essa é uma de nossas músicas.

Ninguém vai te esfolar. Conta logo o que aconteceu naquela capela, vai!

Ah! Aquele baile lá de cima é obra de quem? Parece, mas não é Renoir.

Desejo que tenhas uma ótima semana, cosquirídia!
Bjim.

Carol Barcellos disse...

Meu coração disparou na contagem regressiva dos passos! Me peguei lendo bem rápido em voz alta, hahahaha, e ri muito mais quando seu amigo foi enlaçado pela artimanha surfística dos seus amigos, hahaha, foi demais!!!

Hmmm, tinha um altar na igreja? Foi com ela que vc se casou da primeira vez? Hihihihi... ;oP

Ah, então, é assim? Pelo visto, uma das suas armas é a dança. Dançou contigo, e o canto das estrelas invade o coração, e os pés saem do chão, e voam até as nuvens...Mas, também há outras armas: a do olhar lânguido. Lançou o olhar, e a poderosa arma começa a fazer efeito instantaneamente até que a "vítima" esteja totalmente rendida. Ui, que poder!

Ah, o parágrado em que vc cita a danação de Fausto, foi a melhor coisa que li hoje, hahaha, simplesmente genial. Eu não compreendia isto nos homens, achava pura covardia, mas hoje vejo que não é bem assim. Já fugiram de mim, e já me disseram que não se sentiam à minha altura. Fiquei revoltada na hora, mas com sua explicação, posso entender, hahaha...

Bem, por mim, você pode tanto insinuar como explicitar uma parte 4, 5, 10, 20.1, .2, .1000, que lerei todas na íntegra, talvez um pouco mais rápido e em voz alta nas partes mais emocionantes, antes do clímax e desfecho jubilante!

Beijos doces cristalizados, papa-corações, hehehe... ;o>

Яoьεяτα disse...

Blog de cara nova...
Legal.
Bjs

Leonor disse...

caramba Oliver, nós aqui à espera (e quem espera ás vezes desespera) e eis que não só vem o final da história como também novo visual...

Fim com letra grande!!!

Leonor disse...

voltei só para dizer que gostei imenso daquela poesia do Olavo Bilac, que não conhecia.

beijos, boa semana

Madalena Barranco disse...

Querido Oliver, eu fiquei torcendo tanto pelo "garoto do baile" que ao fim ele conseguiu!! Ainda bem que ele tinha bons amigos e foi corajoso ao enfrentar a timidez... Que linda história de amor - como será o final? Beijinhos.

Madalena Barranco disse...

Ah, me esqueci de lhe dizer que seu blog está ficando verde... Mas está bonito, viu? É a cor da esperança. Beijos.

O Sibarita disse...

kkkkk Verdadeira batalha de salão, de um lado uma menina de vestido amarelinho com bolinhas azul (E tinha véio? kkk ) do outro lado dois marmanjos querendo toma-la aos braços... kkkk

Realmente, era assim mesmo naqule tempo de chá de cadeira, a menina mais bonita era disputada até no palitinho.

-Ah vou dançar com aquela!
-Que nada véio! Eu também vou, e ai? kkk
-Vamos jogar palitinho quem ganhar...
-Pronto vamos! kkkk

É Oliver bons tempos aqueles... Ainda bem que deram providência no surfista a centimetros da garota do baile, sujeito de sorte vc heim? kkkk

Hummmmmm... kkk Quarta parte não, é fio? kkk Sei, entendo... kkkkk

Rapaaazzzzz seus contos nos trazem tantas lembranças... Que bom!

O visual do blog ficou mais enxuto, ficou porreta!

abraços,
O Sibarita

Rafeiro Perfumado disse...

Escreves demasiado... bem!

Abraço!

Julia Dietrich disse...

Adorei o novo visual.
Mas, tenho que dizer que fiquei triste com o final da história.
EU QUERO MAIS!!!!! E daí se te esfolarem vivo, rs....
Brincadeira. Assim como a Lygia Fagundes, contos têm que ter finais inesperados!
Abçs meu caro amigo virtual!
Julia

Julia Dietrich disse...

Mas venha cá, na lista das elegíveis estrelas como vc se sentia? Fiquei curiosa...
além de um apreciador deslumbrado, vc já desejou estar entre elas?

São disse...

Sim, foi bom nem se atrever a insinuar levemente que fosse uma quarta parte!!
Mandar-lhe-ia conta de tudo quanto já roí!!!
Beijos, caro Oliver.

Já agora, me diga: deu em enlace, foi?

Cöllyßry disse...

Doce Oliver,desativou os coments?...acima...mudança bela esta de seu maravilhoso espaço...

Fico sempre encantada neste baile...Um vou ler sim a poesia...

Meu doce beijo

Sr do Vale disse...

Template novo heim. Agora tá explicado, porque o sumiço do Oliver.
Depois eu volto, pra ler.
Ficou legal o novo condado.

Grazi Sperotto disse...

Só quero dizer que o novo visul do blog ficou MARAVILHOSO!!!
e que estou angustiada já com esse chove-não-molha desse baile...
e quero logo a próxima parte.
bjão querido!

Noslen ed azuos disse...

Aproveitei para reler parte 1 e li em primeira a parte 2 e as partes 3, assim meu entendimento e prazer se relacionam mais harmonicamente.

Mais uma história fenomenal, que não me cansarei de mencionar a presença de nostalgia e lembranças que elas proporcionam. É uma viagem muito agradável, carregadas de humor,tensão, com citações e poesia. Alias a música mencionada “Alegre Menina” de Dori e Jorge é a cara da Bahia,
bela música.

Abraçaõ
NS

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Como se costuma dizer: quem não arrisca, não petisca.
Acabaste não só por dançar uma música, como dançaste com ela durante oito meses. Eu sabia que esta história ía acabar assim, aliás já o tinha vaticinado em outro comentário mais atrás. Mas também tens que agradecer a ajuda que te deram os amigos, porque sem eles o Pavão saía mais uma vez por cima, e vocês ficavam a pensar que ela só dançaria com alguém como ele, quando afinal, a rapariga o que queria era alguém que a levasse para dançar.
Abraço.

SAMANTHA ABREU disse...

Ah, puxa...
essa saga tá demais.

e outra: adorei o novo lay.

Beijos!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Oliver, adorei o teu belíssimo texto, li e reli...A saga da garota do baile, foi extraordinária... para quando a próxima ?
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Lampejo disse...

Oliver,

E eu passando e lendo a história do teu baile...

Fantástico!!!


a)braços flores de girassóis :)

Whispers in night disse...

Ola Meu Querido!

Vim te ler, vim te comentar e vim te agradecer por teu carinho em forma de palavras, pela tua atenção, ando meia sumida so que sei que um dia voltarei
Obrigado por me teres dado a conheceres a pessoa maravilhosa que és
Continuação de boa semana mil beijos
Rachel

Paula Crespo disse...

A canção que refere de Dori Caymmi e Jorge Amado é bem conhecida, sim!...
Parece que desta vez tem comentários em duplicado, mas eu continuo em versão single ;))
Visual novo?! Fica-lhe bem...
Beijos!

Filoxera disse...

Meio-tímido mas com uma capacidade narrativa extraordinária, que nos deixa agarrados ao ecrã a ler de um só fôlego, num ritmo curioso.
Capela com altar? Estava-se a falar de dança, mas parece-me que o suspense não se fica por aí...
Beijos.

Krika disse...

Fiz a pausa para uma bebida, mas ninguém quis uma dança :(, rs.
Muito bom o texto, apesar de ser uma continuação não cai na leitura monótona. Parte 4, hummm.

Super beijo!*

Olá!! disse...

Sabia que aqui em Portugal temos um Olavo Bilac??? Santos e Pecadores é o nome do grupo...
8 meses de namoro hein????? hehe grande Oliver.
Sempre fantásticas estas histórias de vida.
Beijosssssssssssssssss

Thiago Borges disse...

Agora sim. Madame T cai nos braços de Pickwick. Parabéns meu garoto!

Adoro a expressão “mil raios”, me lembra os tempos de hq’s antigas do homem aranha hehe

Grande abraço

Blue Velvet disse...

Amigo Oliver,
vim também avisar que se me visitar e encontrar o meu blog privatizado, não é porque o fechei aos amigos:))))
É só porque estou a mudar quase tudo nele, e é impossível fazê-lo com ele aberto.
É que não sou tão esperta como vosmecê, iac, iac, iac
Deve demorar uns 2 dias, talvez menos.
Fico à sua espera, no mesmo endereço, mas de carinha lavada.
Beijinhos e veludinhos azuis

pin gente disse...

olá oliver
não sei por onde começar, se pelo novo visual se pelo baile. enfim... comece a ler por onde quiser.

adorei dançar neste baile... e foi uma empolgação a contagem decrescente. torci por si.... ganhei (ganhamos)!

parabéns pelo novo visual, ficou bonito... também, depois de um baile de gala tinha que ficar!!!


beijo
luísa

pin gente disse...

ah! ficou curiosa com a tal hipótese de parte 4...

e gostei de ler olavo bilac (não conhecia), obrigada

Rodrigues Bomfim disse...

Tudo muito bom. Escrito com esmero. começo, meio e fim.
Novo visual...Ficou beleza!!

Abração,
Boa semana.

Carla disse...

com a beleza da tua escrita eu não me importava de uma parte 4
beijos

Filoxera disse...

A comemoração a dobrar, hoje, no Escrito a Quente, só fica completa com os amigos. Apareça, se puder.
Beijos verelhos, como os cravos.

São disse...

Nesta data de feliz memória para quem ama a liberdade, desejo que nunca se veja privado dela!
Feliz final de semana, meu caro Oliver!

BANDEIRAS disse...

Xiiiiiii!!!!!!!!!!

Garota de amarelo, devia ser linda, ainda posso sonhar com ela.
Ops, seria eu no caso, nem lembro mais muito bem.
Mas eram ótimos bailes aqueles.
Seja sempre rápido no gatilho, terá menas chance de morrer muito cedo, salvo matar alguns amigos.
bjs

Nadezhda disse...

Gostei do novo visual do blog! Ficou muito bonito.

E estou esperando a última parte ;)

Mariana disse...

Gostei, vc é bom!
Bom fim de semana.

Gabriele Fidalgo disse...

Ai, eu li com sorriso no rosto aqui.
A-do-ro Moon River [tem na trilha sonora do filme 'Tudo acontece em Elizabethtown'].

Gostei bsatante mesmo!

Ps: Parte 4 agora!! :)


Beijos.

Um olhar para dentro disse...

Ah q me deu uma vontade enorme de colocar meu melhor vestido e sair a bailar...
Quanta nostalgia que me remeteu à um tempo que nem mesmo vivi... ou vivi, em outras formas, outros corpos... quem sabe?
Delícia de sensação!
Um :****** carinhoso

Anne disse...

Aháaaaa, eu sabia que tu ia te dar bem com a guria do vestido amarelo...bem que eu já tinha desconfiado dessa parte!!! Adorei o jeitinho que tu descreveu essa situação toda, vc é mto bom nisso, a gente praticamente consegue ver os detalhes da cena!!!

Ainda rindo aqui com o seu coment no meu blog...conseguiu tudo isso pra expedição? Que eficiência heim??? Além de inteligente e excelente contador de histórias, ainda é eficiente e organizado!!! Bom, parei de falar essas coisas senão as gurias já começam a fazer fila e vc vai ter mto trabalho na organização das inscrições...rsrsrs

Ahhh, adorei a cara nova do blog, ficou uma gracinha! Se bem que eu gostava do jeito q era antes tb. Mas é sempre bom mudar alguma coisa!

Beijos pra vc e volte sempre, andei estranhando a sua ausência esses dias! Até breve!!!

Sah Elizabeth disse...

Ahhh não! Poxa! Uma quarta parte caberia muito bem, oras! Quiçá até um um livro?! Uma Garota do Baile com menção de capela, altar, com direito a poesia de Olavo Bilac e tudo!? Ah, caro Oliver...

Adorei o jeito que vc contou essa história! :) Ah! e também o novo look do blog! E olha que é msm polivalente esse Mr. Pickwick, que até de css ele manja! ;) Ficou legal mesmo!

Um grande abraço! E conte mais dessa história, hein?! O melhor fim de semana pra vc!

Alma Nova ® disse...

Vestido de novo, mas com a qualidade de sempre!
As tuas narrativas sempre me trasnportam para o mundo mágico da adolescência e do despontar dos corações, que deixam sempre um leve sabor a saudade.

Alice Matos disse...

"...Ora [direis] ouvir estrelas? Certo. Perdêramos o senso! Mas, eu vos direi: amai para entendê-las, pois só quem ama pode ter ouvido capaz de ouvir e de entender as estrelas..."

Adorei cada frase... lindo, Oliver...

Beijinho para ti...

D@rk @ngel disse...

Meus amigos/as
Por motivos de saude vou estar ausente da net uns meses...
Mas vou ter cada um de vocês em meu coração!
Ao longo destes anos tenho feito por aqui grandes amizades que guardo com todo carinho ...
Vou sentir muitas saudades !
Sempre que puder visitarei ...
Deixo um grande beijo com todo meu carinho.
D@rk @ngel (gotika)

Luisa disse...

Gostei imenso desta descrição do "outro lado" do Baile...Para nós raparigas, foi sempre um mistério a razão porque os rapazes se acumulavam no bar e não nos iam buscar para dançar. E então achávamos que eramos feias e pouco atractivas...Levar um pau de cadeira era o pior que nos podia acontecer!Claro que às vezes tínhamos de dar "tampas" (o equivalente às vossas "malas") mas só no caso dum rapaz ter fama de ser atrevido ou estar bêbado. Coisas do passado!
Aproveito para agradecer os parabéns deixados à minha Mãe. Ela nem quer acreditar que chegou a esta idade...

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Olivier, passei para desejar-te bom fim de semana...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Manuela disse...

Amigo Pickwick com a mudança do blog eliminou o código que eu lhe dei para não copiarem.
Se quiser outra vez mande-me um mail.

Beijo

Manuela

Evita Perón disse...

Lindas histórias, como sempre meu querido Oliver.
gosto da inocência delas.
ficou lindo o novo visual do blog.
beijos

Grazi Sperotto disse...

Adoro finais felizes, estava torcendo que terminasse assim...
Mas permita-me perguntar: que cor é essa amarelo pálido? hehe
sei que as mulheres são boas p/ distinguir as cores, mas essa tá dificil de imaginar, hehe
Bom final de semana, meu escritor-contador-de-histórias-hilárias preferido!
bjos

un dress disse...

bem, espero que a decisão tenha sido no sentido do maior risco!

o do ridículo, entre os homens, é um imensíssimo risco! ;) (:

lindo o teu blog - visual novo...

e então a cadência bailarina da escrita!





beijO danç~a~nte :)

~pi disse...

esvrever sobre...

tudo que é

tudo-nada

quase-nada-tudo!





ps. és tu no retrato que pisca!? :)

f@ disse...

Ora terninado o baile em grande estilo...e eu as leituras...
já passei pela Jo... e vi bem essa embirração do pão velho ... olha que o pão novo cola-se às paredes dos intestinos e com o passar dos anos transforma-se em barriga... cuidado... o pão velho não, esse tem um bolor que afugenta todas as gorduras... vai nessa... experimenta que asssim torradinho com um doce nem queres + pão novo...

Olha vai às nuvens que tá lá um desafio com uma bicicleta de prémio... beijinhos

Jofre Alves disse...

Excelente contador de história, de fazer prender a atenção. Passei também para desejar boa semama, após ver e apreciar este agradável blogue.

Lord of Erewhon disse...

MOONSPELL (novo álbum a sair em breve!).

;)

Lyra disse...

Olá, bom dia,

Passei por aqui só para desejar em excelente fim de semana e deixar um beijinho grande.

Voltarei na segunda-feira para te ler. Até breve.

;O)

isabel mendes ferreira disse...

por Apolo!!!!!


gosto "basto" mais do novo visual!!!!


on dance?



beijos secretamente "bailarinos"...
oh escritor do "magist�rio" da densa IMAG�TICA!!!!

Miosotis disse...

... como és um belíssimo contador de histórias, 'Pick'!

Um final feliz [?] ao som de uma linda melodia 'Moon River' e uma interessante 'letra' cantado por Djavan...

... e este novo 'layout' com o singular subtítulo 'Manuscritos de Mr. Pickwick' ;)

Sensibilizada pelo olhar amistoso poisado em 'fragmentos'!

Abraços,

... lamento os atrasos em 'responder' aos leitores amigos, mas meu trabalho assim me tem 'penitenciado'!

Casemiro dos Plásticos disse...

Mais uma excelente história, texto, escrita, muito bem!
Também gostei do novo look do blog, abraço e bom fim de semana.

Maria José disse...

Não esfolaria eu, pelo menos. Mas fica no ar e na minha cabeça, a imaginação da história que foi ou podia ter sido. :)

Яoьεяτα disse...

Ipatinga???? ondé que fica esse trem?
por isso que eu sempre pergunto:

ondéquepatingatá mêss?


hehehehehehe

Bjs meu rei

Sunshine disse...

Hello Oliver!!!
Primeiro ou não seu coment é sempre um dos, senão mesmo, o mais esperado. As tuas palavras são sempre um mimo para mim.

Estou adorando esta "never end" história do baile e acho mesmo que vai ter revelação no final (o vestido amarelo está ainda guardado num lugar de destaque na casa do casal???)...

Já alguém disse aqui mas torno a repetir, tb temos um Olavo Bilac, vc precisa ouvir. Musica linda, voz rouca .. enfim um must por cá.

Volto em breve, este condado bem que poderia ser meu proximo lugar de férias. Será que se arranjo um espacinho na estalagem.

Beijos e um bom fim-de-semana ... and let the sunshine ... e as palavras voltarão ;)

Lu disse...

Caro Oliver!
Nunca entendi, como os rapazes sempre esperavam a última dança, para tomar coragem!
Parabéns pelo novo visual,embora gostava também do anterior.
Um ótimo final de semana.
Beijo!

* hemisfério norte disse...

epa isto está diferente
foi Fausto? hummmm acho q andou aqui mão de Zé Carlos rsrsrs
..
obrigada pelas gentis palavras relembrando Chico Buarque.
é muito bom vivermos num país livre
bjs
a.
visite
http://miniminimos.blogspot.com/

Olhos de Mel disse...

Oie meu amigo lindo! Ainda tentando um retorno, lento, mas pelo menos venho ver os amigos.
Adorei o conto. Durante a leitura, fui revivendo alguns episódios passados, com alguma semelhança.
Bom domingo!
Beijos

Claudinha disse...

Adorei. Apesar de não ser da geração de Moon River, meu pai me ensinou a boa música e eu gosto de dançar ao som desta e de Misty, ainda hoje. Encantada é a palavra por imaginar um surfista metido perdendo para o rapaz tímido e eu ainda acho que T e este rapazote tiveram mais futuro que uma noite de São João. Aguardo, aguardo...
Beijos!

Menina do Rio disse...

Eu fiquei foi curiosa com essa (insinuação) sobre a capela...

Eu de volta.

Deixo-te um beijo

Mary West disse...

Opá! Desabilitou pq me querido? Adorey o texto, tá cada vez mais emocionante. =**

Luíza disse...

ah, essa história rendeu muita risada aqui. Pena as festas não serem dessa expectativa hoje em dia!
Beijoo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Oliver
O novo visual está um espanto. Reporta-me às histórias que me encantaram na infância (e ainda hoje). Aquela ternura romântica que só as almas grandes ainda conservam.
Fiquei sentada numa cadeira do teu baile, porque danço muito mal e porque não reparaste em mim todo virado que estavas para aquela garota.

Estive uns dias ausente mas tenho que voltar para pôr as leituras em dia.
Este blogue vale por cada palavra.
Abraço

Rosamaria disse...

Oliver
Vim deixar meu autógrafo e já com o pé enfaixado pra dançar uma rumba.
Cadê tu? Vai continuar o baile?
Boa semana, cosquirídia!
Bjim.

Nadezhda disse...

Aceitaria uma quarta parte numa boa!

Quase achei que o Pavão fosse dançar com ela, mas seus amigos estavam do seu lado.

Uma bela história ;)

São disse...

Venho desejar-lhe uma semana feliz, caro Oliver!

Um Momento disse...

Li, senti, sorri:D
Texto simplesmente belo onde demonstras que a beleza não é tudo , em que ainda há Amigos que são capazes de ir saber de informações apenas para ajudar outro Amigo:)
E saber que foram namorados e depois disso ficaram Amigos ...tão lindo!

Fantástico .
Mais um Excelente Texto!

Beijo Enorme !

(*)

Julia Dietrich disse...

É que ainda não fui. Parto dia 14! E aí, prometo, que alimentarei o blog com todas minhas histórias-do-lado-de-lá.
Aproveito e faço uma sugestão, meu caro Sr. Dickens.
Vc já leu "O Sr. Pip", do Lloyd Jones?
Se não, o recomendo com entusiasmo! Acho que meu caro amigo irá gostar!
Bacio!

SAM disse...

Adorei o baile, Oliver! Do início ao fim, foi ótimo. Quanto a S. João e a capelinha..fiz outra historinha na cabeça...Será?

Convidei minha amiga Desnuda para o baile.

Beijos e ótima semana.

Desnuda disse...

Eu vim...Mas fui barrada no baile porque não estava adequadamente vestida rrsrsrs. Bjs

Maria Clarinda disse...

Apesar do acesso negado aos comentários aqui estou, mais uma vez o teu baile foi devorado pela minha leitura.
Adorei e contunuo à espera demais.
Jinhos mil

O Sibarita disse...

Fio, cadê a nova postagem? Ai Deus do céu! kkkk

Gostou do baianês, heimm? kkk Ah, gosto de escrever no baianês de vêz em quando, perceba, que os jovens de hoje em dia estão importando outras culturas e deixando a nossa morrer, então, acho que se podemos reavivar, vamos nessa.

Veja, os seus contos, são coisas importantíssimas para todos nós da geração bailes, coisa que não existe mais e que quase ninguém se lembra.

Com toda sinceridade lhe dou o maior ponto, relembrar é viver e por que não?

Nos seus contos eu e com certeza muitos dos seus leitores se vêem dentro deles, eu deliro, viajo na maionese relembrando, viro menino, faça fé!

E obrigado a você por nos levar a essa maravilhosa viagem...

abraços,
O Sibarita

herético disse...

rodopio por aí, com a "música" que nos dás...

agora. o "tanto mar" do Xico Buarque. que agradeço.

abraços

By myself disse...

Dizer que a sua escrita é uma perfeição e que os seus contos nos prendem da 1ª à última palavra, já quase não faz sentido, de tanto se repetir.

Assim, direi apenas que o seu blog está igualmente bonito.

Ah...esquecia: aqui também temos um Olavo Bilac, só que vocalista de uma banda "Santos e Pecadores"..:)

Beijo e boa semana

f.d.p. disse...

mt legal por aqui achei ;p
vamos nos linkar?
abrç

Pedra Filosofal disse...

muito bem. Novo visual. O fim de uma história e um cheirinho para uma próxima! excelente. Como é hábito, aliás

beijo

BlueVelvet disse...

Ah, não há post novo:)))
Também vem em velocidade de tartaruga?
O bistrô está reaberto com champagne no gelo.
Como sei que não gosta, para si há vinho tinto. Um Chateau Lafitte de 198'
Espero-o lá
Veludinhos Azuis

BlueVelvet disse...

E não se atreva a dizer que pesa toneladas:)))))

Klatuu o embuçado disse...

A prosa está bonita, pá! :)

Brasileiro, além de mulherengo, é inconstante mesmo, sempre mudando tudo, seja chinelo de praia ou template de blog... :)

Abraço!
P. S. Tá trabalhando agora, meu velho...? é que não dá para comentar na postagem de cima. Te apura aí!

☆Fanny☆ disse...

O Outono, meu amigo da blogosfera surpreendeu-me com um selo de amizade... Confesso que ganhei um sorriso no coração e o meu horizonte encheu-se de estrelas....

E porque a minha admiração por ti é imensa, quero presentear-te com o selo da amizade.
Podes ir ao meu blog vê-lo e passares aos teus amigos da blogosfera.

Adorei o novo look do teu CASTELO!!!!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

FERNANDA & POEMAS disse...

Querido Oliver, beijinhos de boa noite!
Aqui, já anoiteceu há uma hora...
Adoro as minhas Ihas, meto-me no Avião e lá estou eu a fotografar a matar saudades, agora voltar a viver lá sempre, nem pensar...
Preciso de muito espaço e Lisboa é a minha Casa há 34 anos.
Sou passarinho que gosta de voar, mas depois voltar ao ninho...
Querido Amigo, um grande beijo de carinho,
Fernandinha

carla granaj disse...

uma linda historia meu amigo e a mudança de visual tmb. ja agora queres dançar comigo eh,eh,eh
meu amigo,dia 7 de maio tou de partida para portugal e só chego dia 8 pois tenho k ir em 4 avioes ufa k vai ser cansativo
cá espero por ti
bjo e até já
carla granja

Desnuda disse...

EU NÃO CONSIGO PARAR DE RIRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR Do "ciarensso" , Oliver!

É sim, paraibano legítimo ( vc sabe a pronuncia do ti rsrs)! Tem cabeça chata, mas não é perigoso como os tubarões de cabeça chata. E por esse detalhe não pode andar igual lagartixa, pois com o peso cairia.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Amei esta! Nossa, vai fazer parte da minha história, Oliver!

Beijos

BlueVelvet disse...

Bem,
vou pensar se desculpo a falta de post.
Afinal, comprei o jornal e não tráz a crónica do meu contador de histórias preferido...
Beijinhos e veludinhos

BlueVelvet disse...

hehe, resolvi o problema do Sapinho.
Sou mesmo espeeeeeeeeeeerta!

Jorge Elias disse...

Rapaz!...
Não sei como vc arranja tempo para ler tanto post.
Fiquei um tempo ausente (estava ocupado com o lançamento de meu filho-livro).
Tenho acompanhado seus comentários no Blog da Jo (DISGUISER);confesso-me impressionado com sua espituosidade.
Passei para deixá-lo um grande abraço.

Jorge Elias

isabel mendes ferreira disse...

hum...e eu a pensar que as melhores festas s.joaninas eram em Aracajú...:((((
afinal sei tão pouco....
bom dia Escritor..
re.vim para dizer sorte a minha tê-lo como leitor...:)
__________________
(exagerado claro...mas que me deixa de sorriso nos olhos. de dentro)
obrigada Olivier.

bom dia. aí.

nesse país abençoado. onte tudo é muito.

beijos. amazónicos.

Maria Dias disse...

Oi...

Há um tempo não venho aqui e vejo que a casa está mais bonita hein?rs...Além de bonitas tenho tantas coisas para ler!Bem eu vou voltar com calma pra ler estas histórias interessantíssimas de bailes e danças...E mistérios!rs...

Ah te espero amanhã no meu blog!è q tenho novidades!rs...

Beijinho

Desnuda disse...

Oliver

Ontem fui dormir rindo! Mas vc tem razão. Todo nordestino que chega no Rio ou SP é chamado de Paraíba. Quanto a observação, voce pode ter certeza, meu ciarensso é tanto ou mais zen que seu tio Josias!

Beijo! Rsrs

Lampejo disse...

Oliver,






.......



(a)braços flores de girassóis :)

Luis F disse...

O Mar de Sonhos faz um ano de existência. Venho assim agradecer toda a amizade e carinho ao longo deste tempo.

O meu muito obrigado.

Com amizade

Luis F.

maria josé quintela disse...

e quando é o próximo baile oliver?


:)

Desambientado disse...

Gostei sim senhor...Muito bem, como sempre. Desta vez demorou a aparecer a parte final.

Cumprimentos.

Gata Verde disse...

Hoje passei aqui a "correr",mas reparei que mudaste de visual!!!

Muto bonito.
Beijos e bom bailarico

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Amanhã eu volto na esperança de ler mais um magnifico texto teu.
Abraço.

Jofre Alves disse...

Vim de pronto relaxar e ler esta história, sempre interessante e cativante, com referência a Dorival Caymmi ao grande Jorge Amada. Uma marvilha. Boa semana, com tudo de bom.

Luís Galego disse...

bem, meu caro olivier Pickwik, impões que qualquer editora nesse Brasil enorme pubique estes contos. Pode ser que desta vez me decida ir ao Brasil para a apresentação da sua obra. Um abração luso...

O Profeta disse...

Na água tudo se perde
Lavas do rosto a desventura
Uma lágrima é simples gota
Perdida do mar da ternura

A chuva percorre um caminho incerto
Viaja nas asas do vento norte
A manhã é cadeia de anseios
Que dita a boa ou a má sorte


Bom fim de semana

Abraço

Paulo Sempre disse...

Estranho "baile". Abraço.

© efeneto disse...

Se a mágoa é um dom
duma vontade traída
humilhada e colorida,
que a experiência vivida
nos oferece com desdém...
se a mágoa é tudo isso,
eu não quero ser diferente
Prefiro não ser ninguém.
Prefiro agradecer a sua amizade
e fidelidade para com o Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä.
Um fim-de-semana com amizade e G®¡†ös
É já agora com Þöësiä.

Martha Barbosa disse...

FInalmente, mas este altar, esta igreja? é outra história.POde acfreditar que me sinto dentro dela.Ameiiiiiiiiiiii. beijos

Maria Laura disse...

Estive ausente mas não podia deixar de vir saber o que ia acontecer no baile. Bravos para a coragem! Valeu a pena. Será que todos tinham medo de ir convidar a garota?
Eu até que não me importava de ler a parte 4... :))

Clarissa Barth disse...

Olá de novo, amigo! Só hoje consegui voltar para ler a conclusão desta história! Gostei e ri muito, aprendi bastante também - a Danação de Fausto é uma boa metáfora! Eu ainda não havia visto o novo visual, ficou bonito e elegante - não sei se poderia dizer espartano... Um beijo e bom final de semana!