Corta!!!


R
etirado para futura publicação em livro.

107 comentários:

Blue Velvet disse...

Mr. Oliver
trocando o meu 5 o'clock tea pelo seu blog, cheguei cá antes.
Vou ler.
Já volto
:):):)
Beijinhos

Blue Velvet disse...

Já li.
Vim só dizer que sim, minha mente maliciosa imaginou coisas para maiores de 21.
Ora o fime era para todas as idades...
E gostei de seu amigo que se recusou a morrer. Homem de personalidade. :):):)
Agora vou ler e digerir.
Já volto.
Ai, o trablho que dá ser crítica de posts.
Sobretudo dos seus!
Té já

Olá!! disse...

Adorei meu querido e acho inacreditável que com essa imaginação fértil não tenha seguido carreira de cineasta...
Mas aposto que escreve uns livros... ai de si que não nos diga quais são, viu... vou aí e atiro você do penhasco de onde o "valente" Abdulah se recusou saltar... hehehe
Beijos

Blue Velvet disse...

Bom, cá estou eu, de novo.
Começo por informá-lo, Mr. Picwick que o contrato de seu amigo não valia nada, já que assinado sob coação.
Também fiquei a perceber porque virou ratinho de cinemateca: afinal o gosto pelo cinema ficará sempre ligado aos seios de uma mulher.
De sua mãe, é certo, mas Freud lhe explicará isso melhor do que eu.
De onde veio sua imaginação fértil já em menino, seu jeitinho de ditador daqueles que só fazem o que querem e nem sob tortura fazem o contrário, isso eu já não sei.
Tampouco de quem herdou este talento que está patente nos seus posts semanais.
Só tenho que agradecer não ter feito um post com sequelas esta semana.
Caro Oliver, continue.
Está no bom caminho.
Blue Spielberg Velvet, sua colega

Maria Laura disse...

Depois de ler, só posso acreditar que tinha (tem, quem sabe?) uma carreira em Hollywood à sua espera. Mas, se for, não se esqueça de mandar as suas crónicas aqui para o blog que, sinceramente, você é o meu tónico de boa disposição das sextas feiras.
Texto cinco estrelas, amigo!

Letícia disse...

Sempre me divirto nesse blog!
Adorei sua trajetória de sucesso como cineasta.
E desde pequeno piscando pras moçcas, hein?! rs... adorei!
bjs

manuela disse...

Ora muito bem cá estou também para comentar mais uma história muito bem escrita e que traz-me recordações de infância em que eu e os meus amigos faziamos Festivais de canções como o da Eurovisão não sei se conheçe.
Obrigado por não ter posto o texto em 3 partes que é insuportável, e para dizer que o meu filme da infância também foi E tudo o Vento Levou, "E hall o vento leveite" como diria um humorista Português conhecido.

Aconselho a colocar um código que não deixe copiar estes magníficos textos, pois está sujeito a ter uma cópia num outro blog e quem sabe até fazerem livros com estes trechos seus.
Se não souber onde encontrar eu digo-lhe mande um email.

Desejo-lhe um Feliz fim de semana.
Ah já me esquecia gosta de Fado??
Vá ao meu blog de Fado.http://manuela-extrablog.blogspot.com
Abraço

Manuela

Paula disse...

Faz muito bem a apologia do cinema, essa arte maravilhosa!

Bons textos!

Abraço

TATY disse...

Ahhhhhhhh, como é bom saber de tuas coisas senhor Oliver, estas imagens vividas por tí e aqui contadas....Me sinto como um criaça sentada em um tapete qdo um tio nos conta histórias nostálgicas...É maravilhoso , sinto-me mais uma vez criança...
E o vento levou...Assistí esse filme ainda menina com minha saudosa vó, a suspirar pelo clarck gable, rsrsrse a dizes q o meu avó tinha ciúmes....Bom relembrar velhas histórias....

Amo teus post!!!!

Carol Barcellos disse...

Oliver darling-querido, se cada post for uma revelação sobre sua personalidade, esse blog vai durar décadas!!! :0>
Morri de rir com essa idéia de fazer cinema com direito a efeitos especiais, ingressos, e tudo mais. Mas, epa, não sabia que vc era assim tão determinado a ponto de ameaçar um dos soldados de seu "exército". Coitado, teve que morrer lambuzado de ketchup, hahaha!!!
O comentário sobre as pernas da professora que grudavam na mente dos alunos que nem chiclete, eu amei, hahaha! Quando eu dava aulas, ficava sempre atenta ao modo de me vestir, pra que pudesse voltar sempre a atenção para o que eu ensinava, e não para quem ensinava. Mas não me esqueço que, no primeiro dia de aula, entrando na sala da oitava série, um aluno perguntou pro outro: "Essa é a professora de inglês?" E quando responderam que sim, ele se ajoelhou no chão, e disse em voz alta: "Meu Deus, estou na sala certa!!!" Foi muito, muito engraçado, todo mundo teve que rir, e ao mesmo tempo, foi ótimo pra descontrair o impacto do primeiro dia de aula com uma professora desconhecida.
Vc coloca as suas histórias aqui, e acaba fazendo a gente lembrar das nossas.
Já que vc não gosta de chuva de pétalas, desta vez vou deixar com vc um chaveiro de cristal, pra vc levar pra onde for! :0> :0> :0> :0>

herético disse...

a tua vida dava um filme. sem dúvida...

e o teu texto é cinematográfico - entras a mamar e sais a "mentir"...rss.

como os melhores. mereces o Oscar!

excelente.

abraços

Rui Caetano disse...

Um texto que representa muito do que é. Gostei muito. Um bom fim de semana.

Rosamaria disse...

Oliver
Estou na casa do filho paparicando as netas, mas felizmente consegui vir aqui, agora que foram dormir.

Será que não estás na profissão errada? Tu podias estar competindo com os famosos de Hollywood!

Quando eu era guria fazia festivais de canto e dança em casa, com cortina feita de lençóis e cobrava entrada, pra depois colocar na caixinha de Santo Antônio na igreja. Santo de quem sou devota até hoje.
Pois uma vez, num desses festivais, descobriram uma gurizada subida numa árvore assistindo de graça. Fiquei furiosa!Resultado: um deles, com quem mais briguei, veio a ser meu primeiro namorado. E agora tu fizeste me lembrar dele.
Que coisa!!!! falei mais de mmim do que de teu post tão bem feito e maravilhoso como sempre. Perdão!
Tenha um ótimo fim de semana!
Bjim.

Menina do Rio disse...

Ora, tchê! Se não temos ai um George Lucas tupiniquim. Quanto a pensar besteira no início, acho que muita gente se precipitou - até eu...Se bem que isso foi, digamos; intencional...

Talento aqui é o que não falta!

Um beijinho

lua prateada disse...

Ói migo mas tens histórias Nas ruas desertas de minha alma
Passo aqui deixando
O que de mim emana por ti...
Um feliz fim de semana!...
Beijinho prateado
SOLfantásticas já fizeste tanta coisa.
Oliver afinal já me informei sobre o meu blog e segundo o que me disseram não é problema no blog.Espero que já possas por cá passar sem problemas...

Nadezhda disse...

Tive uma vida de roteirista também. Mas muito, muito curta. Ela não saiu do papael, assim como filme.
Era um curta metragem pra ser entregue como trabalho, mas como eu queria tudo do meu jeito, ninguém concordou com o resto.

Acabou indo pro 'lixo', e não entregamos nada.

Na verdade, eu me referia a uma Avenida Paulista no Brasil, não a famosa, de São Paulo, mas um do interior do estado, onde estou morando.

Beijo ;)

O Sibarita disse...

Olá meu véio! kkk

E que ator é esse? kkk Acho que ele queria boicotar, imagine, nós os mortais espectadores não ver uma cena dessa porque o seu Careca ator se recusa a despencar e morrer? kkk Que cara crocodilho meu Deus! kkk

Tão crocodilho que morreu na marra de cara amarrada... kkkkk

Seus investimentos no filme com certeza iriam por água a baixo, não teria bilheteria por certo, sim, se Careca mesmo de cara amarrada não batece a casuleta! kkkkk

Eu também quando criança adorava fazer filmes assim, era demais, o imaginário realmente aflorava.

O pior de tudo é que o pobre cinema brasileiro perdeu um grande diretor! kkkkkkkkkkkkkkkk

Muito bom o texto!

abraços,
O Sibarita

O Sentir dos sentidos disse...

Oliver de Deus!!!

Ès também cineasta? Mas que história heim?...rss, estou aqui sorrindo bastante, e não vou me prender apenas em um episódio deste seu maravilhoso mundo, onde retrata suas vivências com extremo realismo e "jogadas","olhadas","mamadas", dignas de um bem merecido oscar..."melhor contador de histórias"...só de começo certo?
Este seu post foi para mim, especial, porque sou uma amante desta sétima arte...e, desde já me candidato para uma pré-seleção de quando for escrever, dirigir algum filme certo? rss, prometo que se preciso for...morrerei sorrindo, e me jogarei em qualquer precipício sem ser necessário dublagem...rss, depois, só depois quando eu alcançar o estrelato...me darei ao luxo de ter ataques e faniquitos típicos das Divas...rss.
Olha rapazinho, eu nem queria...mas terei que parar por aqui, senão meu comentário correrá o sério risco de entrar para as vias do besteirol..rss, se é que já não entrou né?
Nota dez para voce.Adorei!!!

Ahhh, obrigada por ter entendido este meu jeito de ser no mundo...quando o assunto é amor...é assim mesmo, amor com humor.

Beijo,

Maria José disse...

E, no fundo, qual então a diferença entre os nomes famosos que recordamos quando nos falam de cinema e de "corta!"? Talvez apenas a oportunidade... um instante que fez divergir vidas com tanto de semelhante.

Ficam depois as recordações das películas criadas a partir do nada, apenas para consolo da imaginação.

un dress disse...

tens tudo aqui

escrita humor fantasia...

e ainda por cima invenções precoces!:)

no todo, um mundo muitO belO!!



.gone wiyh the wind

molho de ketchup

quedas de penhasco

ricardo

comodus


enfim, o próprio avatar, the name in it and....its master...and his wife and the cook... may be...ahahahah:)




.beijO

Desambientado disse...

Mais um texto delicioso, com um humor muito subtil. Capta a atenção do leitor até ao fim. A verdade é que se você efectivamente não foi realizador, deveria ser e se não foi guionista, deveria tentar.
Curiosamente, também vejo sempre a física, implicita ou explicita nos seus post.
Parabéns pelo texto.

Bom fim de semana.

Leonor disse...

e que pena não ter continuado na profissão, meu caro Mr. Pickwick:)))

O mundo cinéfilo teria ganho um excelente argumentista e realizador de língua portuguesa e Hollywood, por seu lado, teria que se reinventar para fazer face à sua imaginação.

perdeu o mundo cinéfilo, ganhámos nós blogistas. lucky us

bom fim de semana

su disse...

Recordações retiradas do baú do coração mal a tampa se levanta assumem diversas e mil e uma cores projectadas em voos de alaridos coloridos como película que não pára a não ser como bola de neve que se derrete pela imensidão da emoção que brota do teu próprio coração.
Um novo cineasta era bem-vindo desde que bom e pelos vistos, pelo que escreves, talento não te faltaria! Para quando a película? A fita ou o filme?! Perpetuar o sonho da criança que ainda vive aí no corpo do homem.
Cinema brasileiro está cada vez melhor...assisti a alguns em casa ultimamente...Cidade dos Homens, Tropa de Elite, Jogo Subterrâneo e ainda tenho mais alguns em vista para breve...
;)

Beijos e bom fim-de-semana.

Lucia disse...

Olha só, e ainda foi "cineasta"! Que é que tu não fez nessa vida?!

Adorei o Abdulah que " 'Morreu' de cara 'amarrada' e contra a vontade"! Engraçado como, mesmo nas brincadeiras de criança, ninguém aceita quando o outro diz: "atirei em você, você morreu!, vai, MORRE!!!!", e então a brincadeira tem que parar pra você... Confesso que compreendo aquele seu amigo-ator!!

Noooossa, as canetas-tinteiro ou nanquim...! Trabalhei com elas aos vinte anos, meu primeiro contato com um escritório de arquitetura... E como era chato ficar lavando as canetas quando entupiam, e recolocando a tinta com todo o cuidado do mundo... pra depois gastar horas e horas e horas fazendo os desenhos, enviando pra prefeitura pra serem aprovados e então recebendo-os de volta porque a cota "tal" estava com MEIO centímetro a mais do que deveria estar, ou porque você tinha desenhado uma linha diante de uma porta onde na verdade não ia haver desnível nenhum... Daí você tinha que sair apagando, com uma lâmina dessas de barbear, tudo o que estava errado, com todo cuidado pra não rasgar a folha vegetal, e ir fazendo tuuuudo de novo... Que M*%$#@ viu...! E do normógrafo, você lembra??? Deus, que atraso de vida!!!

Ah, e esses filmes ditos históricos... até onde podemos acreditar na 'história' que contam e até que ponto devemos encarar como uma simples diversão? Difícil...!

Beijos e boa semana

Gata Verde disse...

Você é genial!!

Beijinhos e bom Domingo

BANDEIRAS disse...

Eu já fiz filmes,
eram muito mal feitos, deixei, todo mundo foi mais feliz assim
abs

gabriela r martins disse...

eheheheheeheh ,O!

o quanto ri na descrição da morte de Saladino ... divino!

.

uma nova narrativa que ,como as demais ,nos prende da primeira à última palavra .um escrever ao sabor da "pena" com a visão de um cineasta

DIVINO!

.

um beijo

Grace Olsson disse...

HOje, passei para lhe dizer "galego sueco"=sueco 100% loiros. POis nos ultimso anos, a Suecia tem recebido tantos imigrantes que ja vemos suecos mistos...entendeu....risos..
beijos e dias felizes.Volto amnha para ler seu post.

Casemiro dos Plásticos disse...

há partes neste texto, que são genias.
um abraço e boa semana.

Grace Olsson disse...

AI,aiaiaiaiaiaia...Vim te pedir SOCORRO!!!!Tenho uns arquivos para descompactar e talvez vc entenda desse troço. os desgraçados terminam com .smb

Me dê uma outra luz por que nem tenho cara para te pedir mais tanto favor.
beijocas

M. disse...

A sua criatividade é ímpar. Imagino o gozo que lhe deve dar escrever e ler-se. Parabéns.

vsuzano disse...

caramba perdemos um Luís Buñuel ....

abraço

Alice Matos disse...

Gostei, Oliver...
É importante o que dizes...
Criança é criança... livre... criativa...
Cinema a sério é outra coisa...
Penso que o cineasta deve usufruir de máxima liberdade para tornar atractiva a sua arte... Mas em Filmes Históricos... á que respeitar a história... a pesquisa profunda... para que os possamos ver sem ter que ir conferir nos manuais históricos que parte dos mesmod faz parte da História...

Beijos...

GarçaReal disse...

Há muito por aqui a ler este teu fantástico texto!
Um poder descritivo magnifico, sem dúvida.

Lamento apenas que não tenhas abraçado a valer esta carreira de cineasta, pois prometias!

Uma boa semana

bjgrande

su disse...

Engraçado teres falado do Homero lá na Teia...neste momento ando às voltas com a Odisseia adaptada por João de Barros!! ;)
Bom início de semana.
P.S.: Algumas sugestões cinematográficas de produção brasileira para me aconselhares?

Evita Perón disse...

Hahahhaha que foda.. eu também adoro essas coisas de filmagens caseiras.
Hoje mesmo estava pensando no curta que eu vou fazer, ainda essa semana se der tudo certo.
Será a encenação de uma pessoa tomando passe em um terreiro.
O problema é que só tenho duas pessoas para fazer a coisa, e precisa-se de mais um para ser o suposto "camera-man", e no caso, será mãe de santo, não pai de santo.
Com direito à charuto e maço de arruda.
=D

beijos!

Luíza disse...

Nossa, que história louca. Acho que todo mundo já teve o sonho, ou de ser músico, cantor, ou de ser cineasta. Devem ser umas das tuas melhores lembranças não?
Beijos

Alma Nova disse...

E, ao que parece, muitos pormenores e circunstâncias da vida se limitaram a abrir o caminho...aquele que o engenho e a arte já tinham desenhado na tua cabeça.
Que é feito deste pequeno/grande produtor, arrumou a câmara num armário e dedicou-se a outras artes?

Mary West disse...

Ahhh assim não vale, começar um post falando de E o Vento levou é querer me levar a loucura mesmo.
Li encantada até o final, até pq além de ser uma grande fã desse filme(Tenho o livro e dvd) tb sou apaixonada por textos bem escritos...

Ahh e acho q todo mundo tem sim uma fase artistica na vida, a minha era uma grane vontadade de simplesmente dançar. ;*

Cöllyßry disse...

Ainda poderás abraçar esta bela arte cinamatografica...teus enredos são fantasticos...um belo filme e tudo o vento....levou

Beijo doce é o meu

Evita Perón disse...

Hahahah pode ser..
quem sabe não moramos perto e não sabemos?
beijos

AcidoCloridrix disse...

É pá,,, parabens,,, estás ao nivel do meu preferido Kurosowa,,, que muito pouca gente lembra e tu tiveste a feliz ideia de relembrar,,, tens veia,,, sem duvida,,, vai fundo e leva essa tua capacidade a sério,,, decerto terás enorme sucesso,,,, abraço,,,, HCL

isabel victor disse...

Boa noite ...

Saúdo-te de muito longe e leio-te com gosto.

Os prodígios do admirável mundo novo ! Do mundo internético ...

Agradeço imenso as visitas.
Quanto ao Museu do Som e da Imagem, no Brasil, conheço bem !!!
Já lá estive em contexto profissional (penso que será o mesmo ... )

Beijo * intercultural

Madalena Barranco disse...

Olá Oliver!!! Ah, eu sabia que você tinha algo de cineasta na alma. Algo que se lê quando você analisa os blogs dos amigos com uma visão total da "coisa". Adorei conhecer suas aventuras de cavaleiro de antanho com moderníssimos efeitos especiais de ketchup. heheh! Beijos da admiradora dos campos de morangos.

Gi disse...

Mr. Picwick

Se te conhecesse na altura por certo que te atribuía um Óscar :)
Podes ter-te perdido pelo caminho e desperdiçado uma carreira cinematográfica mas és um criativo!
Delicioso este momento em que te passeaste pelos rios da memória. Sorri sempre enquanto de li e que bem me soube. Estas 2 últimas semanas não foram lá muito férteis nesta matéria. é sempre um prazer visitar-te.

Um beijinho, obrigada pela tua presença mesmo na minha ausência.

Diva disse...

Voce esbanja talento. Me perco por minutos... nao posso perder nada...voce nao deixa.
Escrita MARAVILHOSA!
Bjs meus

AMMedeiros disse...

Do alto das minhas incursões, enquanto actriz, pelo Teatro amador (genuíno), e posteriormente, pelos Cursos de formação em Teatro durante a minha adolescência vergo-me com uma vénia humilde ante este maravilhoso escrito sobre a 7ª Arte!!! Restou-me uma pergunta:

- Por onde se perdeu este promissor realizador?...

Um beijo

Sah disse...

Ah...Oliver! Vc é um show!!! :))
Simplesmente, impressionante a sua criatividade; e desde cedo hein?!
Quantas revelações... vc vai longe menino!rs... Hollywood ainda não te chamou? Não sabem o que estão perdendo! Seu lugar é junto ao público!
Moço, o senhor é mesmo Uma Mente Brilhante, ops, esse era outro filme..rs..

Um grande abraço e "tenha a melhor das semanas"!


p.s. Já assinou e aderiu! Bem-vindo ao time! ;)

Maria Dias disse...

Olá Óliver vim aqui em busca de novidades e me surpreendo a cada dia com vc ao ler tudo q acabo de ler.Vc tem mesmo muitos assuntos e imaginação...rs...Me junto ao coro(vc deveria ter abraçado a profissão de cieasta sim!).Olha aproveito pra te convidar a ir lá no meu Avesso vc e quem quiser passar lá para conferir!Todos estão convidados!

Beijão e boa semana pra vcs!

Maria

hora tardia disse...

(mais da busca da verdade..)
:)

ou da luz...


sei lá...

sim...o Piano vai regressar.

beijos.

e obrigada. mt. pela "fidelidade".

_______________
e uma abraço por uma prosa tão filmica...

quase de filigrana ...

(ah...não ligue...sou eu imf.Piano)

Gerlane disse...

Aha!!! Bem que imaginei que aqui postava um desses gênios precoces!
Caro Oliver, sou tua fâ!

Beijos pra ti!

Sunshine disse...

Olá Oliver!!

Já por cá tinha passado e lido seu post. Na altura não comentei, peço desculpa.

Mais uma surpresa deliciosa, uma nova faceta, desde que começou até agora, de post em post, vem revelando uma versatilidade espantosa.

Depois de reler fico encantada com a sua habilidade e imaginação em tudo o que faz (e fazia) e junto-me ao coro de todas as visitantes .. o mundo do cimena perdeu o grande cineasta .. ou talvez não, talvez a sementinha ainda venha a brotar e possamos ter a grande satisfação de o ver recebendo um Oscar.

A referência ao que chama caneta tinteiro faz-me recordar com saudades meu trabalho de quase 30 anos num Gabinete de Arquitectura, desde as canetas rotring ao ploter, do desenho feito á mão ao CAD, das cópias feitas na máquina a amoniaco ás feitas em máquinas Xerox envidas directamente do PC de cada desenhador .. enfim de tudo um pouco, estou alongando este coment falando de mim ... Sorry dear Oliver.

Sempre sua admiradora, voltarei novamente porque nunca consigo dizer tudo o que penso quando aqui venho.

Esperando o chá e os fogos, deixo um Xi-coração e um beijo... and let de sunshine ....

Olhos de mel disse...

Oie meu conterrâneo lindo! Aliás surpresa com a engenhoca do cineasta, viu? E o sucesso, como foi? Olha só; seu amigo tinha razão: era a oportunidade dele pousar de heroi, galã rsrsrs e você nem permitiu... Acho que Hollywood não soube dessa filmagem. rsrsrsrs Adorei, viu?
Que sua semana seja feliz!
Beijos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Oliver Pickwick
Este percurso de cineasta é deslumbrante. Então com 1 ano já vias E Tudo o Vento Levou?
E com essa regularidade no caminho do aperfeiçoamento desististe da carreira de cineasta? Uma carreira brilhante feita por um homem que além da vocação é inteligente e perspicaz?
Amigo, não quero morrer sem ver filmes teus aqui em Portugal.
Um abraço cinéfilo

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
A mente de uma criança, e de um adolescente, é realmente muito imaginativa!!!
Curiosamente eu também tive na minha juventude uma máquina de filmar de 8mm, que ainda hoje conservo como se de uma peça de museu se tratasse.
Abraço.

nuvem disse...

Oliver, além de escritor talentoso, também tem dotes de cineasta?... Quanto talento num homem só! :)

Beijos

walter disse...

Tu tinhas mesmo vocação e geito p´ra coisa logo de nascença.

Paula Crespo disse...

E Tudo o Vento Levou foi a minha 1ª ida ao cinema, lembro-me muito bem: tinha 8 anos (não fui de chucha, como você) e vestia um vestidinho amarelo, que se usava, à época :-)
É engraçado que, desde que comecei a visitar o seu blogue, que sempre pensei que os seus textos podiam ser aproveitados para o écran (TV ou cine), pois dão estórias muito engraçadas. mal sabia eu que o próprio já tinha liderado a acção, tempos atrás!!
Beijos e boa semana!

Paula Crespo disse...

E Tudo o Vento Levou foi a minha 1ª ida ao cinema, lembro-me muito bem: tinha 8 anos (não fui de chucha, como você) e vestia um vestidinho amarelo, que se usava, à época :-)
É engraçado que, desde que comecei a visitar o seu blogue, que sempre pensei que os seus textos podiam ser aproveitados para o écran (TV ou cine), pois dão estórias muito engraçadas. mal sabia eu que o próprio já tinha liderado a acção, tempos atrás!!
Beijos e boa semana!

Adriana disse...

Menino, vc tem que virar um cineasta, urgenteeeeee

bjsssss

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt disse...

Bem senhor cineasta:) estou esperando por si no meu blog para ver se tenho capacidade de entrar numa peça e recitar um dos meus poemas horriveis :) é um pior k ooutro,mas tu sempre lá estás para me dar força ,obrigado.
boa semana
(`'•.¸(`'•.¸ ¸.•'´) ¸.•'´)
« Beijinhos !! »
(¸.•'´(¸.•'´ `'•.¸)`' •.¸)
¸.Carla Granja•´
( `•.¸
`•.¸ )

manuela disse...

Então Oliver ainda não colocou o código??
(`'•.¸(`'•.¸ ¸.•'´) ¸.•'´)
« Beijinhos !! »
(¸.•'´(¸.•'´ `'•.¸)`' •.¸)
¸.Manuela•´
( `•.¸
`•.¸ )

ternura disse...

Olha que este blog pode para além de ser o melhor blog sobre nada, ser também o melhor blog sobre tudo.
Beijinho.

Carol Barcellos disse...

Amei as vistas do condado, e a figura do tio Josias, hahaha! :0> Agora, fiquei curiosa para conhecer outros personagens!

Não sei se vc sabe, mas estou de volta (veja o porquê lá na Rosa): Beijos doces cristalizados! (sem bloqueamento de teclado, hahaha... :0> :0> )

P.S. De qualquer forma, quero ver o abaixo-assinado. :0>

São disse...

Olá, caro Oliver!
Bem, pelo menos não corrompeu a Hist+oria voluntariamente, ao contrário de seus ilustres colegas.
Veja-se só #Tróia", por exemplo.
Beijos.

efeneto disse...

Um roteiro fantástico. Nunca diga nunca...o cineasta que há em si a qualquer momento se solta...Atgumentos não lhe falta. Capacidade de escrever idem, Imaguinação fertil, bom gosto naquilo que lê, vê e escreve...poder de sintese fantástico pois apesas de extenço este texto julgo que é uma resumida ideia sua...
Fico á espera do filme...

Abraço e obrigado pela sua fidelidade com o meu "grito".

O Profeta disse...

Mais um grande texto, se me permites vou copia-lo porque o quero ler com calma...


Abraço

SF disse...

Caro Oliver,
Uma vez desperdiçado o talento para o cinema, que tal agarrar com unhas e dentes o talento para a escrita?
Fica a sugestão... eu gostava! :)

Beijinhos

*)e obrigada pelas visitas sempre simpáticas e bem-dispostas

TOOP disse...

Veja que interessante.
Vejo que uma boa confusão nos atri muito bem... seja pelas idéias ou pelas ações.

Continuo a desvendar o mundo e a escreve-lo.
Belas escritas!
Bjus

FINA FLOR disse...

e eu, quando criança, fui atriz e diretora de peça de teatro, rs*..... fazia na garagem da minha avó, para a galera da rua :o)

beijocas, senhor diretor

MM.

ps: obrigada demaaaais pelas palavras que semeia no canteiro Fina Flor..... Elas fazem nascer uma flor em mim, acredite

Encontro de Olhares disse...

Está, então, no sítio certo para ouvir declamação de poesia, ao som directo de viola.

Obrigado pela visita, volte sempre!

Um beijinho*
Manuela Fonseca

(tenho que voltar aqui com tempo...)

cassamia disse...

mr. oliver
para além de me ter deliciado com essa história de vida tão saborosa, devo dizer-lhe que me ensinou algo muito precioso para eu trabalhar com os meus alunos.
por isso é obrigada em duplo :)

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt disse...

++▄██▄+++▄██████▄+++▄██▄+++
+██████+██████████+██████+
+████████████████████████+
+███████ para ti ██████+++
++██████████████████████++
+++████████████████████+++
+++++████████████████++++++
+++++++████████████++++++++
++++++++++++██++++++++++++++
++▄███▄+++++██+++++▄███▄+++
+███████++++██++++███████++
++███████+++██+++███████+++
++++██████++██++██████+++++
++++++█████+██+████++++++++ Bjinhos...
carla granja

Sandra Daniela disse...

...e perdeu-se assim um cineasta???

Gosto muito dos teus post´s, alem de aprender... divirto-me !!



fica bem!!!

Andreia do Flautim disse...

Olá!

Um bom dia para ti!

SAM disse...

Olicer

Li seu texto com a música de Rita Lee na cabeça " No escurinho do cinemaaaaa ..." ♪♪ ( nada a ver com seu filme e menos ainda com "E o Vento levou" rsrs). Formei a historinha toda na cabeça imaginando esta saga. E pensar que o que era tão complicado e divertido há alguns poucos aninhos , hoje está tão fácil da garotada realizar, contudo sem a graça dos bastidores de antigamente. Era muito mais divertido, certamente! Lembro-me bem de brincadeiras semelhantes. Vestia-me com uma camisola longa de mamãe, sempre com a ajuda de minha bá, que cantava Babalú e Banho de Lua. Minha casa tinha duas escadas laterais, era onde ficavam a platéia e o palco era a garagem localizada no centro, onde num mecanismo de peso abria e fechava - cortaaaaaaaaaaa rsrs.

Delícia de narrativa ex ou quiçá futuro diretor, Oliver. Como é gostoso sua maneira de escrever! Amei.

Beijos

manuela disse...

Oi oliver, Obrigado pela visita.
E pelos elogios, qualquer dia ando toda babada.
ehehehh.

Quanto á pergunta que me fez aqui o Carnaval era muito diferente daí do Brasil.
Para já chamava-se ENTRUDO e era feito com "cabeçudos" que são uns bonecos gigantes caricaturando geralmente políticos.
Os homens vestiam-se de mulheres, pareciam umas "malucas" e havia carros alegóricos com motivos das várias terras.
Ranchos folclóricos e bombos ou tambores, juntamente com bandas de música, agora "abrasileiraram" o Carnaval Portuga. e já não é nada do que era antigamente.
Mandávamos sacos de água ou balões e farinha para cima das pessoas, serpentinas, e outros afins.
Havia também bombas de Carnaval mas foram proibidas por serem perigosas.Depois na Quarta-feira faziam o enterro do "Entrudo"com um caixão, viúvas e tudo era engraçado.

Eu pessoalmente nunca gostei do Carnaval, aqui é uma época estupida porque há algumas pessoas que não brincam abusam.
Mas gosto de ver o do Brasil pela televisão, geralmente fico acordada até muito tarde para ver o Desfile do Rio de Janeiro.
Eu hei-de arranjar um video no youtube e mando-lhe para ver o Carnaval daqui se é que interessa para alguma coisa, coisa desinteressante mesmo.

Bom já vai longo este comentário.

Abraço e bom carnaval


Manuela

manuela disse...

Oh esqueci de dizer que adorei as vistas do seu condado, parece uma "viela" de Lisboa.
Ah e o seu tio está a correr a apanhar o chapéu engraçado. ihihihi.

Ficou bonitinho

Parabéns.

Manuela

parvinha disse...

Muito agradável o teu espaço, estive a ouvir, vou passar mais!

Parabéns e parabéns!

Grace Olsson disse...

Querido, vc tem um mente divina. Não apenas para cineasta mas para escritor. Investe em seus sonhos. Não deixe eles morrerem.Talvez estejam adormecidos. Mas, vapt-vupt eles se tornarão realidade.
dias felizes


Vim hj te ler- pela terceira vez o mesmo texto- e fiquei encantada.

Claudia Perotti disse...

Sem dúvida mais uma deliciosa diversão.

Beijinhosssssssssss

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Ainda emocionada com os versos do nosso amigo e conterrâneo Sibarita. Mas passei pra lhe ver e desejar um feliz carnaval! Que Deus o proteja!
Beijos

Bárbara disse...

oie voltei!
tem novo texto no meu blog,qd der da uma passadinha lah tah!

bjuzz...

AURORA ( LOLA ) disse...

Olá, em primeiro lugar quero agradecer pela visita ao meu blog, pedir desculpa por só agora estar a responder mas estive ausente em trabalho quase um semana.


Mas estou de volta de novo para visitar cada blog e comentar.



Hum...recordar é viver e estou vendo que você está recordando o que andou fazendo quando criança, é bom muito bom.



BJS

Olá!! disse...

Antes que saia o próximo, vai buscar o que deixei para ti no meu cantinho.
Beijossssssssssssssss

disse...

Você é um menino de muitos talentos. Além de ótimo escritor, cineasta. Faz arte nas áreas que mais amo: Cinema e Literatura.

Quando crescer quero ser como você.

paula disse...

Já me tinha apercebido, pelos outros textos que terás sido sem dúvida uma criança muito feliz e criativa.
Acho piada ao facto de teres tantas memórias de infância tão vivas e que gostes de as partilhar.
Parece-me bem saudável:-)
Beijinho

Dawa disse...

Que texto!!!!

(risos) Ri muito com a sua carreira de filmes... conceituais.

Bjs

impulsos disse...

Sim Sr. Oliver
Um grande escritor, que me diverte com as suas histórias recheadas de bom humor e episódios pitorescos, neste caso, da sua passagem pelo mundo do cinema... adorei!
A paciência de construir algo a partir de objectos caseiros e ainda por cima dar-lhes vida tal como emprego aos colegas... impressionante!!
Estava ali a cair de sono, mas tinha-me prometido que viria hoje aqui, antes de ir para a cama e em boa hora o fiz, pois além de já não ter sono, ainda fiquei de sorriso plantado no rosto.
Obrigado!

Beijinhos soprados deste lado do oceano

pardal de telhado disse...

sobre o nada e com milhares de palavras, de coisas, de pessoas.
voando daqui~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Luis F disse...

Vim conhecer o teu mundo e li e adorei... parabens pelos textos e pelos temas explorados :)

UM abraço

Luis F disse...

Vim conhecer o teu mundo e li e adorei... parabens pelos textos e pelos temas explorados :)

UM abraço

Whispers in night disse...

Ola lindinho!
Pena que nao tenha seguido cineasta, agora nao deite e de escrever uns bons livros, pq voce tem imaginacao muito boaaaa.

Beijinhos mil
Rachel

Rosamaria disse...

Cheguei cedo demais por aqui hoje. Volto mais tarde.
Bjim.

efeneto disse...

Cada pequeno Olá, cada pequeno sorriso, cada pequena ajuda é capaz de salvar um coração magoado. Há um milagre chamado Amizade. Você não sabe como ela aconteceu ou quando começou, mas você sabe a alegria que ela traz e percebe que a Amizade é um dos dons mais preciosos que Deus nos concedeu.
Amigos são jóias preciosas, realmente. Eles fazem-nos sorrir e encorajam-nos para o sucesso. Eles estão sempre ali para nos ouvir, para nos elogiar, e estão sempre de corações abertos para nos receber. Neste dia particular para mim, onde comemoro um ano de publicações venha-se associar á festa. Á sua festa…á nossa festa…para o ano cá estaremos mais velhos é certo mas de certeza mais ricos de amizade, de solidariedade e amor com o próximo. Aproveito para lhe desejar um óptimo fim-de-semana na companhia de quem mais desejar. Se o passar sozinho não se esqueça de olhar para o lado. Os amigos estão lá, é só procura-los.
efeneto.

Tive o cuidado de fazer um resumo dos seus comentário e publicar na minha galeria. As coisas boas são para se guardar no sitío certo. Abraço e logo cá estou.

Déa disse...

Olha, querido, Shaylaman começou assim também. Rss Outro dia eu estava assistindo aos extras de um filme deme (acho qeu Sinais) e tinha o primeiro vídeo que ele fez. Era tão tosco quanto o seu, Rsss
E, quando ao meu blog, aquele menina da foto é Patrícia minha amiga e mora em Fortaleza. É a editora do site que eu colaboro (www.bemresolvida.com.br). Quem mora em Salvador sou eu. Aquele texto é sobre uma graaaaande coincidência que aconteceu comigo e o autor do texto. Nos conhecemos por causa dessa amiga comum, Patrícia... E descobrimos algumas coias de nós mesmo. Rss Beijos

su disse...

Posso ficar à espera de um texto associado à imagem que deixei no meu penúltimo post lá na Teia, de um dos melhores prosadores aqui da blogosfera?!

Beijinhos lusitanos!

maria josé quintela disse...

obrigada pelos comentários. lá. no lugardemim.
.
.
.
impressionada com a sua habilidade. que vai muito para além das palavras!
.
.
.
um abraço.

* hemisfério norte disse...

Vc cineasta hein??? cortaaaaaaaaa
rsrsrsrs
e tem sempre q meter a empregada lá de casa, rsrs
definitivamente este é o MELHOR BLOG sobre nada. :) bjs ao twist
a.

Sunshine disse...

Olá Oliver, ainda cedo para o sei post de sexta, mas é sempre agradável vir ao Condado, as novas vistas do condado fazem-me lembrar as casas no Minho e as janeiras dos bairros tipicos de Lisboa com flores na janelas. Um dia ainda ainda vou tomar uma bebida no Pub... Bem, mais tarde volto, espero vir a tempo de ser uma das primeiras a ver seu novo e como sempre, fantástico post.

Até mais ... and let the sunshine

Luisa disse...

O que te deves ter divertido a fazer esses filmes, decerto muito melhores do que "E tudo o vento levou". Gostava de os ter visto....

Fátima disse...

Amigo,

Queboa partilha esta.

:-) Beijos

pin gente disse...

olá oliver

que riqueza as tuas vivências de miúdo! pena que as crianças agora comprem tudo feito!
um homem muito versátil, sim senhor... os teus comentários ainda vão ter valor acrescentado, grande cineasta.
se precisar de um actriz... eu gostava de experimentar!

abraço
luísa

Ana disse...

fiquei viciada:)

O Sibarita disse...

Olá meu camarada! Oi como sabe tempo de festa na Bahia o coro come e como sou Sibarita caio na gandaia, desculpa então, só vir aqui agora.

O seu texto o que eu teria de falar já foi falado pela maioria dos seus leitores.

Digo, repito que vc é um artista das letras e uma revelação como cineasta.

abraços,
O Sibarita

Lusófona disse...

Começou bem cedo heinn!! com 01 aninho já mamava no cinema...bolas! Deve ser por isso, o dom da arte, tiveste um bom incentivo ;)

Adorei o texto!!

Beijokas

Å®t Øf £övë disse...

Que se passa Pickwich?
Esta semana não houve texto novo!!!
Estás a trabalhar no livro?
Bom domingo.
Abraço.