Das verdades não tão verdadeiras

Continuo gostando muito desse negócio de escrevinhar sobre nada. E você aí, que tem um blog sobre economia e política, imagino o árduo trabalho em preparar um único post: você tem de está atento ao sobe e desce dos índices das principais bolsas de valores, antecipar tendências, e, mesmo assim, ainda corre o risco de receber insultos extensivos até a geração do seu avô. Eu mesmo já soube de um articulista que sugeriu aos seus leitores que era chegada a hora de investir maciçamente, comprando ações da empresa Mar Morto-Exportação de Pescados S/A e, poucos dias depois, a empresa naufragou, levando os seus acionistas ao pânico. Não é preciso nem comentar as reações dos leitores referentes a este articulista.

Além do mais, num blog desse tipo, você carece de conhecimentos nos quais a maioria das pessoas não possuem, como por exemplo: que Baku é uma cidade do Azerbaijão; ou Bujumbura é a capital do Burundi. Sinceramente, quantos de vocês sabiam disso? Se cada um leitor postar um comentário, eu poderei até fazer uma estatística. Mas não vale mentir, hein!

Aposto que até essa parte da leitura vocês nem se deram conta de que o texto que foi escrito até aqui - pelo menos por enquanto -, nada tem a ver com o título do post. Agora veja o que aconteceria num blog de poesias, se alguém começasse escrevendo um post assim: força é igual a massa vêzes aceleração; ou, energia é igual a massa vêzes a velocidade da luz ao quadrado. Ainda que por mais estranha que nos pareça a estética de algumas poesias mais modernas, muitos leitores, amantes das artes poéticas, abandonarão de imediato o site em questão por considerar o tal post fora de contexto. Todavia, num blog sobre nada, ninguém se importa com isso. Por tais razões, minha admiração pelos amigos que escrevem num blog temático cresce a cada dia.

Você, decerto, no seu dia-a-dia, ouve ao menos uma menção à certas verdades que não são assim tão verdadeiras. Quer uma? Não bebo mais! (ao despertar, depois de uma farra colossal na noite anterior). Outra? No dia do aniversário da Tia Carlota, eu vou parar de fumar definitamente! Ainda não se convenceu, mais uma então? Acho que já nos conhecemos de algum lugar (um cara tentando um flerte com uma bela garota, a qual não a conheceu sequer em vidas passadas). Última, ok? Sovino, eu? Não, é que eu ganho pouco!

Contudo, tem uma secular, cantada em prosa e verso desde os tempos imemoriais, referente ao mito do homem conquistador e, de certa maneira, diz respeito também à alma feminina, este universo particular de sensibilidade à flor da pele, bom senso, poder, charme, emoções e resistência à dor física. À dor física? Isso mesmo, pois, quem de nós, homens, resistiria sem sucumbir, às dores de um parto? Ou tomaria cerveja com os amigos estando "naqueles dias"? Ou ainda, se submeteria a uma depilação de pernas com cera quente sem gritar e espernear feito um louco?
Até mesmo o tradicional medo das mulheres por baratas e ratos é uma verdade não muito verdadeira. Na realidade, elas fingem que tem medo desses bichos só pra fazerem um agrado aos homens. Ou vocês ainda não perceberam o ar triunfal de um homem quando mata uma barata, daquelas bem grandes, a qual, supostamente estava assustando uma mulher?

De certo modo, todos estão acostumados com este mito, o de que existem homens conquistadores, sedutores, gaviões, mulherengos, donjuanescos, latin lovers, etc. Puro mito! Eu mesmo acho que a verdade é uma só: os homens - todos eles - é que são conquistados. As mulheres na sua sabedoria e generosidade, e por conhecerem muito bem as mentes masculinas, fazem de conta que são conquistadas só pra satisfazerem os egos distorcidos desses caras, cheios de noções preconcebidas.

Quando um homem "conquista" uma mulher, na realidade ele já foi previamente conquistado por esta e, todo aquele jogo de sedução masculina, ou seja, abrir a porta do carro pra ela; puxar a cadeira no restaurante; mandar flores; chocolate; deixar um bilhetinho apaixonado no espelho dela depois de uma noite de amor, etc, nada mais são do que tentativas de exibir pré-requisitos para mostrá-la de que valeu a pena ser o alvo da sua (dela) conquista. É como se o homem estivesse querendo dizer bem alto: "Olha, eu estou aqui, montado num cavalo branco, vestido de príncipe e acredito em cinderelas!"

57 comentários:

Maria José disse...

Começa-se a falar do nada... e verdades óbvias mas nem sempre visíveis, vêm à tona... como o fantástico teatro do enamoramento...

O Profeta disse...

Do nada nascem estas belas sonatas literárias...


Arranquei as cordas à viola
Calei este altivo tambor
Emudeci meu prazenteiro canto
Sou tecelão de sentires no vale do desamor


Bom fim de semana

Abraço

Frederico disse...

Muito bom o texto, pai. Dei muita risada aqui!
Abraço!
ps: talvez eu vá praí no feriado. Ainda estou vendo. Te ligo pra dar os detalhes.

S.O.S. M I S É R I A disse...

Vim devolver a visita, e dizer-te que mudou o nosso pedaço e que moderei so comentários pos estava sofrendo ameaças.

Que coisa linda escrever sobre o nada. Parece melhor que escrever sobre televisão, artistas: já são tão badalados...e este teu "nada" deu em algo tão gostoso de ler. É filosófico tudo por aqui. Vou voltar todo dia para descansar meus apetrechos mentais. rsrsrsrs

Abração
Alda

lua prateada disse...

Que a luz prateada de minha lua...brilhe em teus caminhos e que ilumine teus passos durante a noite, para que teu sêr nunca sinta as trevas...Bom fim de semana.Beijinho com carinho d
SOL

Sunshine disse...

Primeiro que NADA um Olá Oliver!!

Agora vou ler e daqui a NADA comento.

Bjs

Sunshine disse...

De volta, realmente o teu NADA está cada vez mais com TUDO. Gostei da divagação e concordo plenamente com todos os itens especialmente com o 5º parágrafo. [Quanta verdade contida nessa tua divagação].

Voltarei, procurando mais Tudo sobre o NADA.

Deixo-te um beijo e como dizes "Let the Sunshine" este fim de semana.(e não só) :-)

Taty disse...

Amei...E é isso sim....O jogo da conquista, a dança do acasalamento...Tudo escrito , descrito de maneira tão simples e verdadeira...Essas simplicidade que na maioria das vezes a gente custa a enxergar!
Mr , amei....

Na verdade este texto foi um elogio a raça feminina, hehehehe, ou o senhor realmente entende a nossa alma ou foi conquistado e este texto é um paralelo ao que são os bilhetinhos de amor no espelho...Fostes conquistado????
bejussssssssssssssss

Anônimo disse...

SILÊNCIO CULPADO disse...
Perante uma grande sacanice que está a ser feita sobre alguns professores que não recebem vencimento,têm horários d e12 horas ou estão a recibos verdes sugere-se que todos os blogues publiquem a notícia que está no http://cegueiralusa.blogspot.com

Fátima disse...

Olá Oliver,

Cada vez gosto mais do teu cantinho... sim senhor... um NADA aqui tão bem descrito... texto muito bem elaborado sobre homens, mulheres, sentimentos...
Adorei!
BOM FIM-DE-SEMANA!
:-) beijinhos

Jasmim disse...

Olha gostei muito do teu texto. Está com humor e com verdade.
bom fim de semana

Cris Penha disse...

Olá Oliver, agradecida pela visita...

Falar sobre sentimentos é falar sobre TUDO... e me parece que a conquista está no ar hein... ???

Foi bom refletir sob a luz de suas palavras, fiquei até um pouco nostálgica hehe, ainda to esperando um principe do jeito q vc descreveu... ai ai

Bjos e tudo de bom!!

Laboratório de Geografia

Geografia, informação, arte, cinema e diversão sem contra indicação.

http://laboratoriodegeografia.blogspot.com

Alexandre disse...

Perfeito!!! Estive para comprar acções da tal empresa, ainda bem que me contive, perder por perder, já basta o que perdi com as acções do jornal Expresso aqui há uns anos, quando o mercado e os trabalhadores do jornal foram bem enganados com o valor da empresa. Nunca mais quis saber de acções - acções só de conquista, ou, como dizes, ser conquistado - pois elas é que põem e dispõem, quer queiramos ou não...

Um abraço!!! Vem ao FUndamentalidades comer uma castanha e beber uma água-pé!!

Blue Velvet disse...

Olá Oliver,
eu tenho cá vindo todos os dias, mas você nunca mais saía do Matrix...
Como já lhe disse na primeira vez que aqui vim, o que você escreve não tem nada a ver com NADA.
Bem pelo contrário.
Bela ideia esta de mostrar a carinha. Assim podemos vê-lo em vez de imaginar.
Quanto ao seu último parágrafo, é mesmo verdade que faz tudo isso?
É que acho que vou apanhar o 1º avião para Salvador!!!
Beijinhos e bom domingo

Eärwen Tulcakelumë disse...

Endorenna utúlien, Oliver!


Meu vôo é simplesmente para dizer-te “hantalë”, pelo carinho crescente a cada visita.

Felizes são aqueles que podem vestir a roupagem e sonhar... “"Olha eu estou aqui, montado num cavalo branco, vestido de príncipe e acredito em cinderelas!"


Deixo-te mais uma pérola incandescente, nela gravado a fogo está a nossa frase “ Elen sila lúmenn’ omentielvo”, sempre.

Eärwen

Blue Velvet disse...

Oliver,
pode continuar a fazer piseiro no meu blog.
É um prazer.
Vou já ouvir a sua música.
Beijinhos

O Sentir dos sentidos disse...

Olá Oliver,

Risos...é impossível não vir aqui comentar seus escritos sem estar sorrindo; esta sua imaginação é realmente original,inteligente e com um humor inigualável..."...o ar triunfal de um homem quando mata
uma barata, daquelas bem grandes...", rss, uma situação, "aparente" tola...e ao mesmo tempo um exemplo de como sua criatividade nos arranca risos.
Hummm...pelo visto, o Oliver sabe "mandar" bem quando o assunto é o Universo Feminino...um verdadeiro cavalheiro,muito bem...poderia me dizer se fez algum estágio sentimental com a Penélope Charmosa? rss...acredito que sim,pois pude perceber que tb aprecia as Histórias em quadrinhos.
Ahh...quanto meu estágio sentimental, eu ainda não me juntei ao IRA ou ETA...mas pretendo sabe? Aí voce e ouvirá...deste seu bucólico mundo mesmo...o estrondo...da minha explosão...Bummmmmm!!!!!!...mas não se preocupe não, Deux Chevaux...por enquanto está fora da minha mira, do meu alvo sabe? rss.
Adorei!!!...Continue nos presenteando com textos desta natureza.

Beijo Comsentido,

Anne disse...

Começou com o nada e terminou mto bem!!! Como não gostar de um post assim???rsrsrs
Adorei a sua forma de colocar essa questão de relacionamentos, conquistas. Nunca tinha lido isso dessa forma!

Quanto ao meu blog, procuro sempre variar, até pq não teria assunto e nem paciência pra um blog temático...rs. As histórias engraçadas costumo publicar no outro blog, em conjunto com 2 amigas. Passa lá qdo quiser!

Bjos pra vc e uma ótima semana!

carla granja disse...

QQUADO SE ESCREVE ASSIM COM ARTE ,SABEDORIA , HUMOR ETC K SE PODE QUERER MAIS ? SÓ K PASSES PELO MEU BLOG :)
BJO
CARLA GRANJA

Menina do Rio disse...

É certo que somos "conquistadas" por aqueles que PERMITIMOS..., mas é certo também que os príncipes tem uma grande tendência a virarem sapos ao invés da Cindarela virar abóbora...


Beijinhos

Thais G. disse...

Vim lhe deixar um olá do NADA!

hehehe

Bem, quanto ao que vc disse sobre o jogo da conquista concordo plenamente. Nós mulheres já conhecemos a arte do flerte e todas as cantadas já nos são clicher o suficiente. Mas como homem é um mal necessário... vai lá... a gente deixa passar rsrs!

Quanto ao que vc falou sobre temas bloguisticos, na verdade até hoje busco saber qual o tema do meu... Talvez o tema seja eu mesma... sei lá! Nunca parei pra pensar nisso!!!

bjs e boa semana!

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Continuo a gostar de ler os teus "nadas":D

Mas qt ao romantismo da pseudo-conquista... eu sou romântica e continuo a amar essas gentilezas raras e efemeras de abrir a porta do carro, dar flores...

:)

beijinhos mil

São disse...

Voltarei, pelo humor e pela qualidade -

Luís Galego disse...

Quando um homem "conquista" uma mulher, na realidade ele já foi previamente conquistado por esta


SÓ POSSO SUBSCREVER, CONTUDO, O IMPORTANTE MESMO É QUE A QUIMICA SURJA E QUE NÃO EXISTA ESPAÇO PARA JOGUINHOS, MAS SIM PARA UMA RELAÇÃO ABERTA, MESMO NA FASE DE ENAMORAMENTO!!!

Um olhar para dentro disse...

Muitas verdades não tão verdadeiras dão um charme a vida e por vezes até nos alenta... tipo essa que o tempo cura tudo... será? rssssss
A propósito... mustafa? NADA.. e por aqui... tem dado o ar?
beijos e um lindo dia

maria josé quintela disse...

:)))

um abraço.

Drica disse...

como vc escreve bem! adoro teus textos e d nada eles não tem nada, hehe...são profundos e recheados d idéias e divagações bem fundamentadas, parabéns!
acredito q o ato da conquista passa mto pelo q vc disse, pq no momento q alguem pretende conquistar o outro é pq d algum modo ja o foi tbm, d outra forma nao haveria o interesse! adorei o teu comentário em meu blog! um abraço!:)

Sol da meia noite disse...

"Por tais razões, minha admiração pelos amigos que escrevem num blog temático cresce a cada dia."

Tudo se vai construindo, dia após dia...
E olha que o "nada", é algo difícil de alcançar. Não é assim tão vazio... é, isso sim, muito distante.

Beijinhos!

MIMO-TE disse...

OH! Não é nada fácil escrever assim. :) Gosto deste canto!


Mimos

EternamenteLu disse...

Ola oliver...e por falar em nada....Fernando Pessoa escreveu assim:
"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."
...e ainda:
"Circunda-te de rosas,ama,bebe e cala,o mais é nada."
Deixo o meu desejo de uma semana excelente.
Beijo

Lu

Jac C. disse...

Acho que discordo um pouquinho de vc.
Quem escreve sobre economia, deve amar pensar sobre isso, a ponto de dedicar-se a expressar-se a respeito livremente num blog. E, certamente, atrairá outros cabeças que se interessem a discutir o mesmo assunto.
Fora os amigos, que mtas vezes são apenas solidários... não lêem nada do que a gente escreve e só manda beijinho e bom findi...rs

Lá no "Asas", depois da rosa, o cravo.
Te espero com carinho.
Abraços.

Rosamaria disse...

Oliver

Obrigada por apareceres lá no meu blog e me dares a oportunidade de conhecer o teu. Adorei a maneira que escreves sobre NADA e tuas músicas!O frevo é supimpa!
Sou uma simples dona de casa aposentada, (se é que dona de casa pode se aposentar...)e a cada dia descubro blogs maravilhosos como o teu. O meu também não tem estilo, tem de tudo um pouco.
Seja bem-vindo, copia o que quiseres sem royalties.
Um abraço.

Eärwen disse...

Almë lambengolmo

Eldalië vem dizer-te endorenna utúlien !

Hantalë por belas palavras. É lúmë de nilmë, otorno Oliver.

Anar caluna tielyanna!

Eärwen

Silent Raven disse...

Verdades não tão verdadeiras... promessas que fazemos e prometemos cumprir... mas não cumprimos, porque vamos adiando.
a vida é assim...

Be safe...

Kênia Garcia disse...

Deixaste-me feliz ao receber tal elogio de alguém que sabe tão bem usar de selecionadas palavras para expressar seus textos.

Voltarei com certeza.

Beijoss!!

Kênia Garcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rain disse...

Gostei muito!Muito interessante! Sobre nada?! Não concordo... ;)

Claudinha disse...

Olá Oliver! Fiquei muito feliz com sua visita e mais ainda ao conhecer seu blog. Achei o texto delicioso e cheio de verdades até bem verdadeiras. Eu gosto de escrever poesia assim inesperadas e até vou anotar o desafio e fazer uma com fórmulas, rsrs. Sobre os homens, eles se acham conquistadores mesmo, mas eu concordo com o que disse.
Abraço e volte sempre!

Sunshine disse...

Olá Oliver, passei procurando mais alguma coisa sobre o Nada e . . . Nada. Então que está esperando, faz falta ler seus textos, são tão cheios de conteúdo e divertem com as divagações tão bem elaboradas.
Gostei do visual (giro) é você mesmo??

Deixo um beijo e voltarei procurando . . . não demora tá !!!

Edna Federico disse...

riso...pois é, você começa do nada e vai surgindo um monte de coisas.
Beijos

*©õllyß®y disse...

O nada não existe mesmo, e a prova disso está neste post, com tanto_______

tem 2 presentes aqui_______________em meu rasto

Bjca doce

Vieira Calado disse...

Os niilistas e, até certo ponto os dadaistas....

carla granja disse...

passando para ver se havia algo de novo e para te deixar um bjo e um bom dia
., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=`
.... `-;`.-'
......`)( ... ,
....... || _.-'|
........|| \_,/
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥
carla granja

R@Ser disse...

Olá,venho retribuir tua visita a meu canto...obrigada mesmo.

Agora menino....que interessante teu espaço!!!Gostei viu!

Bjinhos doces

Bia disse...

O teu "NADA" tem muito que se lhe diga.
Nas tuas palavras foste um sábio, sabes muito bem de conquistas e quem conquista quem... dos joguinhos e do cavalo branco...
Gostei porque és homem e soubeste avaliar claramente e com muita sensatez o universo feminino sem dar uma de D. Juan.
Parabéns...
beijo meu

Blue Velvet disse...

Olá Oliver,
e pensar que você está tão longe, e ao mesmo tempo à distância de um clik.
Obrigada pela sua vista e pelo seu comentário tão " cheio". Nem nos comentários você é Nada.
E vejo pelos comentários no seu blog que você já conquistou a créme de la créme dos blogs deste lado.
Parabéns.
Sábado venho ver seu novo Post.
Ah, afinal pego o avião ou não?
Beijinhos

Blue Velvet disse...

Guilherme,
me desculpe, esqueci-me de dizer que adorei o seu Frevo, ainda por cima Carpe Diem, que é o meu lema de vida, como pode ver no meu perfil.
E para arquitecto com post graduação, escritor, músico, etc, etc, você tem pouco de pacato e anónimo.
Beijinhos

PS: Escutou a música do meu Blog? Bem brasileira, hein?

AMMedeiros disse...

... sem ainda realizar a leitura do escrito, mas rendendo-me ao impulso de "ler" sem ler, o primeiro comentário é o que obedece ao mais instintivo: Gosto daqui.

... agora vou tentar ler através e para lá do escrito. Volto já.

Um beijo

Som Do Silêncio disse...

Eu acho que escrever sobre "nada" é mais difícil que escrever sobre um tema. :)
Um beijo doce

impulsos disse...

Olá Oliver!

Pois é... tu sabes das coisas!
E mais... sabes escrevê-las muito bem até!!
E ainda te dou os parabéns, por saberes as regras do jogo da sedução!
Aqui só para nós que ninguém nos ouve e porque também sou mulher, digo-te uma coisa...
Elas são terríveis!
Marcam o alvo e esperam pacientemente que a flexa lhe acerte em cheio.
Depois... bem, depois é só colher os frutos da caçada!
E elas gostam de ser bajuladas, como vocês brasileiros,tão bem usam esta palavra.

Quanto às minhas identidades, é uma questão que não te sei responder muito bem, visto que me identifico com todas elas.
Como podes ver aqui, neste poema que te deixo:


Fui medusa
Fui Mata Hari
Fui Cleópatra
E até malharusca...
E outros tantos nicks
Que já nem lembro...
Descobri o prazer
De apenas ser
O que sou...

Quem sou?
Sou apenas eu
Dando vida a outros eus...

A este mar me fiz
Num apelo
Do desconhecido
Sem malas
Sem bagagens
Numa viagem sem fim...

Que busco?
Pois... nem eu sei!
Mas muita gente conheci
Nesta mesma viagem
Feita de palavras
Feita de imagens...

Gente anónima
Gente desconhecida
Apenas unida
Pelo mesmo querer
O prazer de viver!

Sendo que
Numa outra vida
Paralela à real
Num outro mundo
Dúbio (dizem alguns)...
Mas tão emocionante
Tão inebriante e viciante...
Completamente alucinante!

Que mora aqui, num desses outros eus...
http://www.blog.comunidades.net/medusa/index.php

Beijo

Carol Barcellos disse...

Hey,Mr...Pickwick! Que nada mais tudo, hein? :0>

Beijos!

Clarissa Barth disse...

Olá! Vim retribuir a visita ao meu blog e tive uma boa surpresa... gostei demais daqui! Vou colocar um link pro teu blog, se me permitires. Bom demais. Venha sempre, de vez em quando a gente coloca uma receitinha boa... Beijos!

Lusófona disse...

Eu prefiro escrever de tudo um pouco, o que der vontade de escrever ;)

Quanto ao seu post... "Me engana que eu gosto", é um jogo que cabe muito bem a algumas pessoas ;)

Sr do Vale disse...

A partir de agora...

QUE VIVAM AS BARATAS.

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Por mim podes continuar a escrever sobre nada, porque mesmo assim eu gosto de te ler.
Quanto a esta questão das conquistas, concordo inteiramente contigo, talvez por ser tão verdadeiro o que dizes, é que eu costumo dizer que o principal problema dos homens são as mulheres, porque nós nunca teremos a capacidade de compreender as mulheres.
Abraço.

TCHI de Tchivinguiro disse...

... e é porque o nada não é que as tuas palavras nos dizem de todos os sentidos...

Beijinho.

Å®t Øf £övë disse...

Pickwick,
Venho renovar-te os desejos de um FELIZ 2009!!!.
Abraço.